Se você já esteve na fila de um filme para garantir um assento em uma posição estratégica — leia-se: para garantir que você fique ao centro do som e da tela —, é provável que você se simpatize pela ideia por trás da Flexound Pulse. Trata-se de uma poltrona redesenhada que oferece experiência de som surround para quem estiver sentado nela, independentemente da posição ou do ângulo da pessoa em uma sala de cinema.

Além da pandemia de Covid-19, os cinemas também enfrentam uma batalha para competir com os home theaters residenciais. É claro que a experiência de se estar em um cinema não é exatamente a mesma de assistir um filme em casa, e há quem prefira abrir mão do conforto do lar para ir até uma sala de cinema. São esses e outros motivos que as empresas têm procurado melhorar a experiência do público para atrair mais espectadores.

Uma placa de som vibrante embutida em cada assento produz frequências sonoras audíveis e frequências mais baixas que são sentidas por todo o corpo. Imagem: Flexound

No caso da Flexound Pulse, um projeto da companhia finlandesa Flexound, as novas poltronas poderiam substituir os assentos antigos. Não somente no que diz respeito ao conforto, mas ao filme como um todo. Isso porque cada cadeira viria com um som envolvente individual, e não na forma de alto-falantes e equipamentos ao redor de toda a sala de cinema.

Usando uma mesa de ressonância vibratória e drivers embutidos no amortecimento de cada cadeira, a Flexound Pulse pode fornecer frequências audíveis que parecem vir de várias direções diferentes (recriando uma configuração de alto-falante 5.1), bem como frequências inaudíveis de 500 Hz que podem ser sentidas por todo o corpo. Você pode não perceber, mas um dos principais motivos para uma experiência no cinema ser tão prazerosa são todos os graves que você sente enquanto assiste um filme.

Assine a newsletter do Gizmodo

Além de tornar cada assento da casa o melhor lugar para sentar (pelo menos quando se trata de som), as cadeiras Flexound Pulse exigem menos energia para operar e produzem menos som em geral, então o espectador nunca ouvirá o que está acontecendo nas salas ao lado, diminuindo a necessidade de instalar recursos de acústica em cada ambiente.

No momento, as cadeiras da Flexound foram colocadas em cinemas selecionados da Finlândia e Malásia. A companhia responsável pelo produto afirma que está aceitando pré-encomendas, então deve ser questão de tempo até que companhias de outros países cogitem adotar esse tipo de poltrona para suas salas de cinema. Quem sabe um dia chega no Brasil, não é?