Este seria o sistema de “golpe triplo”. Você recebe dois avisos antes do seu provedor de acesso ter poder legal de cortar o seu acesso. O primeiro aviso chega por e-mail; o segundo vem por correio físico, só para caso o primeiro aviso tenha ido para o seu filtro de spam.

Há alguns meses, o impotente Parlamento Europeu chamou o corte do acesso à Internet de “uma violação de liberdades civis e direitos humanos”. Aparentemente, o presidente Sarkozy, sua esposa artista absolutamente gostosa e muitas outras pessoas discordam.

Apesar da projeto de lei ainda precisar passar pela câmara legislativa francesa antes de entrar em vigor, ela está com uma cara muito boa: o Senado a aprovou com quase unanimidade. Estranhamente, os comunistas se abstiveram e um senador de extrema-direita se opôs a ela devido ao fato de uma lei poder seriamente complicar pacotes conjuntos de Internet+telefone+TV (aposto 10 pratas que os filhos dele vivem baixando torrents). [UPI]