Uma fruta podre causou a evacuação de cerca de 500 estudantes da Universidade de Melbourne, na Austrália, nesse fim de semana, segundo reporta a BBC News.

Uma academia nos EUA foi evacuada por causa do nome idiota de uma rede Wi-Fi
Um imbecil causou pouso de emergência de avião por criar rede Wi-Fi ‘bomba a bordo’

No sábado (28), a brigada de incêndio metropolitana de Melbourne foi chamada para ir ao Instituto Real de Tecnologia de Melbourne após sentirem um forte cheiro de gás na livraria. Como a biblioteca abriga produtos químicos perigosos, eles estavam preocupados que tivesse havido um vazamento de gás.

Era uma fruta podre.

Em um comunicado, a brigada disse que uma “busca abrangente” determinou que o cheiro vinha de um durião (uma fruta que lembra a jaca proveniente do sudeste asiático) extremamente podre. O aroma “se espalhou pelo prédio pelo sistema de ar condicionado”, segundo a brigada de incêndio.

O prédio foi reaberto em questão de horas e as autoridades disseram que a Autoridade de Proteção ao Ambiente de Victoria vai vigiar os locais de armazenamento da fruta. Teria essa fruta podre ter sido colocada na livraria de propósito? Por ora, ninguém foi culpado pelo ataque de gás de durião e a vida continua no campus.

Um durião por dentro. Foto: Pixabay

Na busca pela essência, os cientistas detectaram 50 compostos químicos no durião que contribuíram na criação do forte odor.

[BBC News]

Imagem do topo por AP