A costa oeste do México está em alerta: o país se prepara para receber o ciclone tropical mais forte já registrado no mundo.

De acordo com a Gawker, na madrugada de hoje, um grupo de pesquisadores voou até o centro do furacão Patricia, que se move no Pacífico em direção ao México, e conseguiu medir os ventos dele, que chegaram a 325 km/h, os mais fortes já registrados nas Américas – tanto no Pacífico quanto no Atlântico Norte. Ele já atingiu a categoria 5, a mais devastadora da escala Saffir Simpson.

É impressionante pensar que um grupo de pesquisadores foi até o meio do furacão que acabou se tornando um dos mais fortes já registrados. Mas mais impressionante ainda é o poder de destruição que ele tem.


Furacão Patricia

GIF mostra a movimentação do furacão Patricia. Via NOAA

A Organização Meteorológica Mundial diz que o Patricia tem ventos fortes o suficientes para “fazer um avião ir pelos ares e mantê-lo voando”, e comparou sua intensidade com o tufão Haiyan, um dos mais fortes registrados na história e que matou mais de 6 mil pessoas nas Filipinas em 2013.

A expectativa é que o furacão chegue entre o fim da tarde e a noite de hoje ao solo mexicano, atingindo inicialmente o estado de Jalisco. O Patricia se desloca a 17km/h, mas deve ficar mais lento conforme chega mais perto da costa.

O Patricia deve deixar um rastro de destruição no México. Suas consequências serão “potencialmente catastróficas” ao país, que vê sua população se preparando para se proteger do ciclone. [Gawker, BBC, G1]

Imagem de topo via AP