No início da primavera dos Estados Unidos (final de março), a Samsung lançou seu smartwatch Galaxy Watch Active. Bonito e simplificado, ele teria sido o smartwatch perfeito, se não fosse por problemas no software. Menos de seis meses depois, a Samsung já revelou o Galaxy Watch Active2, que eu pude ver com meus próprios olhos em um evento na semana passada. Ele corrige muitas das queixas que eu tinha com o original e adiciona algumas características de estilo e fitness — mas não posso deixar de me perguntar por que a Samsung simplesmente não começou com o Active2 em primeiro lugar.

Primeiramente, vamos falar sobre as diferenças do Active2. Desta vez, o relógio virá em dois tamanhos — 40 mm (US$ 280) e 44 mm (US$ 300) — e você também pode obter uma versão de aço inoxidável para uma aparência mais sofisticada. Haverá também uma versão 4G, embora o preço ainda não esteja definido, pois depende das distribuidoras. Quanto aos recursos, o Active2 traz de volta a navegação na coroa do relógio, típica dos relógios da Samsung — embora em um formato atualizado. Em vez de um equipamento rotativo, o Active2 tem um painel digital. Tudo o que você precisa fazer é passar o dedo pela borda da tela.

Foto: Sam Rutherford (Gizmodo)

O Active2 também possui um hardware melhor. Um representante da Samsung me disse que o novo relógio contará com oito sensores de LED para monitoramento da frequência cardíaca e um acelerômetro melhorado que pode medir até 32Gs de força. Espero que isso se traduza em um monitoramento fitness mais preciso, já que era a única coisa “errada” de fato com o Active original.

A Samsung afirmou que está trabalhando na futura capacidade de eletrocardiograma do Active2 — você pode ver no botão superior ao lado. Ele funcionará de maneira semelhante ao recurso de ECG do Apple Watch Series 4, mas a ressalva é que ele não estará disponível no lançamento, já que a Samsung precisa conduzir mais estudos. (Por que mencionar isso agora? Eu não tenho certeza. O Active promoveu o monitoramento de pressão sanguínea da mesma forma, mas não foi um recurso funcional.)

Em termos de aplicativos, o Active2 oferece o mesmo monitoramento de atividade e estresse que o Galaxy Watch e o Watch Active, com algumas novas adições.

O primeiro é um novo recurso chamado My Style. Em uma demonstração, um representante da Samsung tirou uma foto de sua roupa com seu telefone e, em seguida, o aplicativo My Style criou 5-6 mostradores de relógio personalizados para combinar. É meio que limitante se você prefere complicações (como são chamados os recursos adicionais de um relógio) a estilo, mas para os mais inclinados, é um dos melhores aplicativos de personalização de estilo que eu já vi.

A Samsung também mostrou um Running Coach atualizado, que monitora seu ritmo e fornece dicas em tempo real sobre como correr de forma mais consistente. Ele também informará tempos de voltas completas e parciais, algo que faltava nos relógios anteriores da Samsung. Estou curiosa para testá-lo, já que a Samsung está em uma competição acirrada com a Apple e Fitbit nessa área. Caso supere as concorrentes com o novo relógio, a Samsung não apenas se tornará mais competitiva como também, finalmente, trará o smartwatch compatível com Android a ser batido.

O aplicativo My Style em ação. Foto: Victoria Song (Gizmodo)

Por algum motivo, a Samsung também decidiu expandir as opções de redes sociais com o Active2. Ou seja, agora você pode tuitar do seu pulso e… assistir a vídeos do YouTube.

Eu não estou brincando. Um representante da Samsung demonstrou o recurso para mim e, apesar de um pouco de conectividade irregular, eu definitivamente assisti a um vídeo da Shark Week em seu pulso. Eu não sei exatamente por que você gostaria de assistir ao YouTube em seu pulso quando o celular está no seu bolso, mas a Samsung diz que é isso que as pessoas têm pedido.

Apesar do nome, isso não significa que a Samsung está acabando com o Active. (Se acabasse, esse teria sido o smartwatch de menor duração de todos os tempos). A Samsung explicou que o Active2 é mais ou menos uma opção intermediária entre o Active, que é ligeiramente mais acessível (US$ 200), e o Galaxy Watch mais premium.

Mas apenas olhando para as especificações, este discurso de marketing não convence. A Samsung claramente ouviu o feedback do Active e está oferecendo uma versão melhor por apenas US$ 80 a mais. Claro, US$ 80 não é pouco, mas não é um valor adicional tão alto para se ter sensores melhores, um painel de toque digital e outros novos recursos também.

E como o Galaxy Watch é apenas US$ 30 a US$ 50 a mais que o Active2, é ainda mais complicado tentar encaixar outro nível de preço lá. Para ser honesta, eu não ficaria surpresa se o Active original fosse silenciosamente eliminado nos próximos meses, ou o preço caísse abaixo de US$ 200.

É um tubarão! Porque agora você pode assistir ao YouTube no seu pulso! Foto: Victoria Song (Gizmodo)

Mas estratégias de negócios à parte, o Active2 pode se tornar o smartwatch inovador para a Samsung. O Active original e o Galaxy Watch estavam tão perto da perfeição que é de se esperar a Samsung finalmente tenha acertado em tudo dessa vez. Nós vamos ter que testar para ver.

Enquanto isso, você pode pré-encomendar o Active2 nos EUA a partir de 6 de setembro, e as versões Bluetooth e LTE estarão disponíveis a partir de 27 de setembro. Informações sobre preço e disponibilidade no Brasil não estão disponíveis por enquanto.