O Touch ID, presente nos iPhones, costuma ser uma forma segura para prevenir que estranhos acessem o smartphone. No entanto, para Bethany Howell, o mau uso do recurso custou US$ 250. Enquanto a mãe, que vive no Arkansas, tirou um cochilo no sofá na semana antes das festas de fim de ano, sua filha Ashlynd, de 6 anos, pegou emprestado o dedão da matriarca para desbloquear o iPhone e abrir o app da Amazon para fazer compras.

A febre dos vídeos de ‘unboxing’ para crianças está indo longe demais
A Toyota fez um bebê robô para substituir uma criança

“Após os pais de Ashlynd receberem 13 confirmações de compra de itens de Pokémon, eles inicialmente pensaram que tinham sido hackeados”, reporta o Wall Street Journal. Ou talvez a filha deles comprou um monte de coisas sem querer, imaginou a mãe. “Não, mãe, eu estava comprando”, disse Ashlynd à sua mãe. “Mas não se preocupe — tudo que eu comprei vai vir diretamente para nossa casa.” A reportagem do jornal norte-americano não dá detalhes, porém dá a entender que foram roupas e brinquedos relacionados aos monstros de bolso.

Como a Amazon permitiu que os Howells retornem apenas quatro dos 13 itens, eles disseram que o Papai Noel “descobriu” o que ela queria para o Natal, e isso foi tudo que ela ganhou durante as festividades.

Ashlynd, neste momento, deve estar agradecendo a Deus por ter nascido na era do iPhone.

[Wall Street Journal]

Foto do topo por Pixabay