Jadon e Anias McDonald nasceram ligados pela cabeça em setembro do ano passado. Na semana passada, 40 profissionais de medicina passaram 16 horas desconectando Jadon e Anias em uma cirurgia rara.

Bebê cujo cérebro nasceu fora do crânio é salvo com cirurgia pioneira
Brasileiro canta e toca violão enquanto recebe cirurgia no cérebro

O procedimento ocorreu em Nova York e foi comandado pelo cirurgião Dr. James Goodrich, que “usou sistemas de imagens de alta tecnologia para ajudar a desligar completamente o crânio e o tecido cerebral dos garotos,” de acordo com o The Independent.

“Os garotos acabaram compartilhando uma área de 5×7 cm de tecido cerebral sem um plano definitivo para dissecção… então o Dr. Goodrich precisou tomar uma decisão com base no instinto”, escreveu a mãe dos garotos, Nicole McDonald, no Facebook.

14702437_10101967422102442_5295801086336225051_n

Jadon lidou bem com o procedimento, mas a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos de Anias caíram durante a cirurgia, e os médicos “estão prevendo que inicialmente ele não será capaz de mover um ou ambos os lados do seu corpo, com base na área do cérebro que foi dissecada”. Na sexta-feira, os gêmeos passaram por uma reconstrução do crânio.

De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, a taxa de sobrevivência para qualquer tipo de gêmeos siameses fica entre 5 e 25%. Apenas 2% dos gêmeos siameses nascem ligados pela cabeça. O Dr. Goodrich é um especialista em separar gêmeos ligados pela cabeça – só 59 cirurgias do tipo foram realizadas desde 1952, sete sob os cuidados dele. Tanto Jadon quanto Anias têm bastante sorte de conseguir sobreviver a isso.

[The Independent]

Fotos via Facebook