O gimbal Osmo Mobile 3, da DJI, era a melhor opção disponível até então para transformar seu smartphone em uma boa câmera para gravar vídeos. Mas isso não impediu a DJI de tentar melhorar um dispositivo que era excelente com seu novo OM4.

Em seu quarto gimbal para smartphones, a companhia diz que mudou seu esquema de nomenclatura pra refletir o nome mais abreviado que seus clientes já usavam — OM4 significa Osmo Mobile 4. E aproveitando os pontos fortes do modelo anterior, o OM4 manteve um design dobrável muito semelhante, junto com a variedade típica de botões e um joystick para ajudá-lo a ter um controle preciso sobre o gimbal durante a gravação.

No entanto, o OM4 tem diferenças em relação aos gimbals anteriores da DJI. Ele apresenta um novo sistema de grampo magnético de encaixe rápido que permite que uma montagem mais rápida. Também há duas soluções diferentes de fixação — uma opção adesiva que se assemelha a um Popsocket sofisticado com uma ímã embutido ou uma braçadeira mais tradicional baseada em mola — que devem dar a você a capacidade de prender seu telefone ao OM4 em segundos.

E quando combinado com os novos motores estabilizadores mais fortes, isso permite que o OM4 acomode uma gama ainda maior de smartphones (incluindo aparelhos mais pesados e com capa) com muito menos problemas. Isso significa que o OM4 deve ser “compatível com a grande maioria dos smartphones”, embora você ainda possa ter alguns problemas se tentar conectar algo tão grande e pesado como um Samsung Galaxy Z Fold 2.

Além disso, junto com todos os vários recursos disponíveis no app gratuito Mimo 4, do OM4, ele conta com controle por gestos, modo panorama, modo timelapse, modo esportivo, entre outros.

A DJI também incluiu outros três novos modos de câmera no app. Com o DynamicZoom, o OM4 tem a capacidade de recriar o dolly zoom usado em filmes clássicos como Tubarão e outros, enquanto o novo Spin Shot permite que você gire totalmente o telefone para criar uma perspectiva parecida com a de um túnel.

Há também o novo efeito panorama CloneMe, que permite aos usuários colocar várias versões do mesmo assunto em uma única foto grande angular. E com o recurso ActiveTrack 3.0 atualizado, o OM4 agora deve ser mais capaz de “travar e rastrear” automaticamente mais itens, como crianças, adultos e animais de estimação.

Enquanto isso, com uma bateria que a DJI diz que dura até 15 horas com uma única carga, seu smartphone provavelmente precisará ser recarregado antes que o OM4 fique sem energia. Felizmente, o OM4 também pode ser usado como um carregador portátil sem fio e transferir a carga sobressalente para o telefone.

Então, para quem quer tirar mais proveito das câmeras cada vez mais eficientes encontradas na última geração de smartphones, o OM4 é quase certamente uma das formas mais poderosas e acessíveis de melhorar seu equipamento portátil para fazer vídeos.

O DJI OM4 está disponível nos EUA por US$ 150, como um kit que inclui o gimbal, o suporte de anel magnético e a braçadeira do anel magnético, um minitripé, pulseira e maleta para transporte.

Kit gimbal OM4, da DJI