Com o Galaxy Fold original, a Samsung deu um grande salto na criação de um tipo totalmente novo de dispositivo móvel. No entanto, como vários aparelhos de primeira geração, o Fold servia mais para demonstrar uma tecnologia do que como verdadeiro dispositivo de varejo. Mas com o Galaxy Z Fold 2 5G, a Samsung parece ter tentado resolver muitas das deficiências do primeiro aparelho, além de refinar e desenvolver sua tecnologia de tela flexível.

Ostentando uma tela principal de 7,6 polegadas, a tela flexível do Z Fold 2 é um pouco maior que a do seu antecessor (que tinha 7,3 polegadas), além de apresentar durabilidade um pouco melhor graças ao uso do vidro flexível ultrafino da Samsung.

Algumas das melhorias mais importantes do Z Fold 2 estão na construção e no design. O aparelho agora inclui uma tela externa de 6,2 polegadas, que tem quase o dobro do tamanho anterior e ocupa praticamente toda a frente do telefone.

A Samsung também parece ter diminuído significativamente o tamanho das molduras do Z Fold 2, aumentando a proporção de espaço utilizável de tela. A dobradiça foi reforçada, e as bordas do aparelho ganharam um design levemente afunilado. Embora cada alteração por si só possa parecer pequena, quando combinadas, o resultado é um dispositivo que parece muito mais polido e elegante.

Por dentro, espera-se que a Samsung inclua um processador Snapdragon 865+, 12 GB de RAM e até 512 GB de armazenamento, o que quer dizer que o Z Fold 2 certamente não terá um desempenho ruim. Ele também deve vir com suporte total a 5G.

O Z Fold 2 também conta com um sensor de impressão digital montado na lateral, um módulo triplo de câmera na parte traseira e uma nova câmera selfie na parte de dentro que fica em um buraquinho, ocupando muito menos espaço que o entalhe na tela grande do primeiro Fold.

Algumas pessoas podem achar o posicionamento da câmera selfie meio esquisito — ela fica deslocada à direita. Isso acontece porque a tela do Z Fold 2 dobra, então é praticamente impossível colocar uma câmera bem no meio. Talvez colocá-la no cantinho fosse melhor, porém.

Além disso, o Z Fold 2 vem com a porta USB-C habitual na parte inferior. Para decepção de algumas pessoas, a Samsung não colocou saída para fone de ouvido ou suporte para caneta. Uma S Pen para a linha Fold é o sonho de muita gente que gostaria que o aparelho se tornasse um Super Galaxy Note.

Agora, a grande questão é se o Galaxy Z Fold 2 vai ser tão caro quanto o primeiro aparelho, que chegou custando US$ 1.980 lá fora e R$ 12.999 aqui no Brasil.

Mas para mim, a moral da história do Z Fold 2 é que, para todas as pessoas preocupadas com a durabilidade e longevidade do primeiro telefone dobrável da Samsung (com razão), o Galaxy Z Fold 2 parece ter realmente evoluído para o dispositivo sofisticado e futurista que muitos entusiastas de tecnologias de ponta esperavam do primeiro aparelho.

A Samsung anunciou que a pré-venda do Galaxy Z Fold 2 começa em 1º de setembro. Nesta data, a empresa promete mais detalhes sobre o aparelho.