O Google, sua frota de carros equipados com câmeras do Street View e os outros dispositivos que ajudam na coleta de imagens tem fotografado o mundo pedaço por pedaço há uma década.

Agora, todas essas fotos totalizam um número impressionante: mais de 16 milhões de quilômetros de imagens no Street View e 58 milhões de quilômetros quadrados de imagens do Google Earth. Os números foram revelados pela empresa em uma reportagem do CNET.

O Google mapeou 98% das partes do mundo onde as pessoas vivem a partir do serviço de mapeamento aéreo, de acordo com a CNET. Enquanto isso, os 16 milhões de quilômetros de imagens do Street View somam 400 voltas ao redor do mundo.

Os números servem para ressaltar a quantidade absurda de dados com que o Google trabalha quando se trata de seus aplicativos e serviços.

“As imagens estão no centro de tudo o que fazemos. Pensamos nisso como a base de todo o processo de mapeamento”, disse Ethan Russel, diretor de produto do Google Maps, à CNN.

O Street View foi criado pelo cofundador do Google Larry Page em 2004, quase uma década antes de a Apple lançar o primeiro concorrente do Google Maps.

Naquela época, o Google usava apenas uma frota de carros com câmeras que faziam um mapa de 360 graus. Posteriormente, a empresa colocou câmeras em pedestres, ovelhas e até camelos para chegar onde os carros não conseguiam.

O Google Maps percorreu um longo caminho e passou a oferecer mais do que visualizações em 360 graus. Hoje, há opções para ver instruções de caminho em realidade aumentada e ferramentas de tradução de placas, por exemplo.

Como acontece com a maioria das grandes empresas de tecnologia, essa expansão vem uma parcela de dilemas de privacidade entre os usuários. No entanto, eu diria que se você acha que o Google sabe muito sobre você, imagine como a Terra se sente.

[CNET]