O projeto Google Play Edition começou em 2013: a ideia era oferecer smartphones top de linha com Android puro, que seriam atualizados direto pelo Google. Mas esta semana, a empresa deixou de vendê-los, o que é uma pena.

Esta iniciativa era a chance de nos livrar das skins de fabricantes, que muitas vezes prejudicam o desempenho e atrasam atualizações do sistema.

Primeiro tivemos o Galaxy S4 e HTC One M7 na versão Google Play Edition: sem o peso de skins da fabricante, eles ficavam ainda mais rápidos – especialmente o smartphone da Samsung.

Depois vieram o enorme Sony Z Ultra, o tablet LG G Pad 8.3 e até o Moto G (2013), todos rodando Android puro. Circularam rumores de que o Galaxy S5 ganharia uma versão Play Edition, mas isso nunca se concretizou.

O último a receber uma versão Play Edition foi o HTC One M8, e ele não está mais à venda, como aponta o Android Police. Os outros dispositivos foram retirados da Play Store nos últimos meses.

HTC One M8 Google Play edition

O projeto nunca teve a intenção de quebrar recordes de vendas: os dispositivos eram vendidos apenas através da Play Store, e a preço cheio. O HTC One M8, por exemplo, custava US$ 699. Nos EUA, é comum obter grandes descontos da operadora, mas isso não era possível com smartphones Play Edition.

Ou seja, obter atualizações rápidas tem um custo bem alto. Nem mesmo o Nexus 6 é vendido a um preço subsidiado, como nos modelos anteriores (ele custa US$ 649).

Seria uma pena se este projeto tiver mesmo acabado, mesmo que restrito – o Google não fez nenhum anúncio oficial sobre o assunto. Todos os dispositivos Play Edition já estão recebendo o Android 5.0 Lollipop. [Android Police]

Imagem: Samsung Galaxy S4 Play Edition rodando Lollipop puro via YouTube