O Lens é um projeto experimental do Google de mecanismo de busca por meio de imagens. Porém, até hoje, o serviço ficava meio que escondido dentro do Google Assistente e no Google Fotos. Ainda que não tenha virado um app em separado, o Google vai incluir a funcionalidade no aplicativo padrão de câmera de uma série de dispositivos Android, incluindo o Pixel. Com isso, a empresa anunciou uma série de novos recursos, durante o Google I/O, que estarão disponíveis nos smartphones “nas próximas semanas”.

Aqui vai uma lista de todos os recursos do Android P mostrados no Google I/O 2018
Google Assistente vai imitar voz humana para fazer ligações básicas por você



Talvez uma das mais úteis seja a “seleção de texto inteligente”, que o Google afirma que permitirá copiar e colar um texto que você viu no mundo real. O mais legal disso é que será possível fazer essa operação em tempo real. Então, você não vai precisar tirar uma foto para o Lens interpretar o conteúdo que você quiser.

Quando você apontar o Lens para textos, ele também tentará entender o significado, e o Google ofereceu o seguinte exemplo para mostrar como isso pode ser legal:

Pense que você está em um restaurante e vê o nome de um prato que você não conhece — o Lens vai mostrar uma imagem para que você tenha uma ideia do que se trata. Isso requer não só o reconhecimento de formatos de letras, mas também de significado e contexto por trás das palavras. E aqui entram todos os anos de conhecimento em linguagem que aprendemos na busca (do Google).

O Google anunciou também o “style match”, um recurso de descoberta que recomenda produtos similares quando você aponta a câmera para roupas ou “itens de decoração”.

A companhia afirmou que o Lens vai estar no app de câmera de “dispositivos LG, Motorola, Xiaomi, Sony Mobile, HMD/Nokia, Transsion, TCL, OnePlus, BQ, Asus e, óbvio, o Google Pixel”.

A empresa descreveu a busca em tempo real do Lens como algo que permitirá que usuários “naveguem no mundo em sua volta ao apontar a câmera do smartphones”. No entanto, até que a gente teste essas atualizações, existem razões sólidas para se manter cético sobre o potencial da ferramenta a curto prazo. Isso porque o Google tenta fazer isso já há um bom tempo, e a companhia ainda tem um trabalho a realizar antes que o Lens se torne tão útil ou preciso quanto seu mecanismo de busca.