Desde que a versão beta do Android 13 foi liberada para desenvolvedores, alguns deles já notaram boas mudanças — entre elas, o aumento das restrições com apps fora da loja oficial.

Como destacou o blog Esper.io. a medida visa dificultar que hackers usem a API Accessibility Service. Ela é uma das ferramentas mais utilizadas para infectar celulares e tablets com malwares, programas invasores para roubar dados e limitar acessos.

Para quem não sabe, o serviço de acessibilidade funciona em segundo plano no dispositivo e tem acesso a informações privilegiadas do sistema operacional.

Mas, para que o app tenha permissão para funcionar no dispositivo, o usuário precisa aceitar sua instalação e funcionamento. Está aí o grande “X” da questão.

Aplicativos maliciosos enganam os usuários se passando por aplicativos legítimos e, assim, obter a permissão para serem ativados.

Mas, segundo o site, a partir de agora, os aplicativos instalados “por fora” terão acesso limitado aos serviços de acessibilidade do Android. Assim, terão menos chances de espalhar links maliciosos.

Alerta na permissão

Caso o usuário esteja tentando baixar um app que esteja dentro do serviço de API, e que não seja oficialmente da Play Store, automaticamente o sistema detectará se o aplicativo foi executado de uma loja de aplicativos ou se foi executado de fora, com instalação manual do APK.

Na sequência, o sistema alertará que o aplicativo terá acesso a ferramentas que permitirão “controle total do dispositivo”, oferecendo opções para permitir, negar e até desinstalar o software.

O objetivo da nova atualização é dar a chance e alertar os usuários sobre possíveis problemas e aumentar a segurança de seu sistema operacional.