O Lumia 920 é maravilhoso. Ele é fluido, rápido, elegante, e tem um monte de funções que parecem trazer o futuro agora mesmo. Mas a pergunta para a Nokia é: isto será o bastante?

A primeira coisa que você nota sobre o 920 é a tela curvada de vidro, a mesma do Lumia 800. É um detalhe pequeno, mas faz toda a diferença em segurar o aparelho. E para um celular tão visceral como o Lumia, centrado no design, com sua tela inicial do Windows Phone 8 bem na sua cara, isso é bem importante. É um avanço grande em relação à tela do Lumia 900, já numa primeira impressão.

Então você nota o restante da tela. Ela é deslumbrante: nítida, brilhante, e fotos ficam incríveis exibidas nela. A tela inicial fica ótima, mas as fotos se destacaram ainda mais. Não pudemos usar a câmera PureView, que capturou imagens tão boas na apresentação, mas as fotos que acompanham o aparelho são exibidas com uma nitidez notável. A densidade de pixels é comparável à tela de 326 PPI no iPhone, e no mundo real, ela é tão bonita quanto a Retina.

A tela é tão ágil quanto nos Lumias anteriores, que também eram muito bons nisso. O corpo de policarbonato é reflexivo, como o Lumia 900 branco, em vez do acabamento fosco no Lumia 800. Isto pode parecer um downgrade, mas na verdade o efeito é muito bom. Lembra o acabamento do Galaxy S III, na verdade.

Próximo ao Lumia 900, ele tem basicamente a mesma espessura. Isso é bem impressionante, dado que há diversas novidades em hardware – NFC, carregamento sem fio, estabilização da câmera do PureView – mais uma bateria maior. Você nunca perceberia que ele tem componentes a mais: a diferença no peso é mínima.

O carregamento sem fios é tão impressionante quanto você quer que ele seja no mundo real. É só deitar o aparelho na base, e ele começa a carregar. Você precisa deixá-lo com a tela para cima, o que faz todo o sentido. E no todo, é uma ideia bem legal, mas precisamos ver quanto tempo leva para carregar esta bateria de 2.000mAh.

Esse é o aparelho que estávamos esperando. Mas o Windows Phone 8 será o sistema que faltava para as pessoas saírem do Android ou iPhone?

Sim, ainda estamos preocupados com apps, mas as novas funções da Nokia – especialmente na câmera (que não pudemos usar) – são o bastante para reduzir o problema um pouco. O Nokia Drive, Nokia Maps, app ESPN da Nokia – todos são bons. Mesmo que o Windows Phone Marketplace ainda não tenha a seleção de apps presente na concorrência, a Nokia tenta fazer isto sozinha. Talvez funcione.

Nós já vimos o melhor que o Android tem a oferecer, e o Lumia 920 é tão ágil e rápido quanto o Galaxy S III e o HTC One X. Estamos esperando pelo novo iPhone, mas pelo que sabemos sobre ele, o 920 não deve ficar para trás.

Se você já pensa em ir para o Windows Phone, a escolha agora é óbvia. Senão, melhor esperar um pouco, já que teremos mais anúncios ainda este mês, e a Nokia não divulgou preço ou disponibilidade. Bem, ele parece muito promissor.