Eu capturei 1.235 fotos e vídeos com o meu celular desde 28 de maio de 2014, a maioria dos quais eu nunca vou olhar de novo. Há boas imagens por lá, e eu provavelmente vou sentir falta delas, só que há muita coisa para processar. Será que o novo Google Fotos pode ajudar?

Esta é uma das novidades mais emocionantes entre tudo o que foi anunciado na conferência Google I/O. Ele oferece armazenamento ilimitado de fotos e vídeos; alguns truques de interface para facilitar a navegação entre toneladas de fotos; e, talvez mais importante, uma tecnologia inteligente de reconhecimento de imagem – ela faz com que sua biblioteca de fotos seja infinitamente pesquisável.

O Google Fotos promete transformar a cacofonia de imagens que você gera diariamente em lotes classificáveis ​​de fotos com algum significado.

Armazenamento ilimitado

O Google Fotos oferece espaço ilimitado para suas fotos, desde que você esteja tranquilo com um pouco de compressão.

Todos os arquivos JPEG codificados em alta qualidade serão reduzidos para qualidade média (cerca de 85%). Fotos maiores de 16 megapixels são reduzidas para 16 MP; e vídeos são comprimidos para resolução Full-HD (4000 kbps com áudio a 195 kbps/44 kHz). E, se você quiser fazer upload de arquivos RAW ou TIFF, você pode, mas isso vai descontar do seu limite de armazenamento no Google Drive.

Claro, há pessoas que terão necessidade de armazenar arquivos não-comprimidos, mas na apresentação sobre o Google Fotos, vimos uma comparação lado-a-lado e não parece haver muita diferença perceptível.

Design

Hands-on do Google Fotos (1)

A interface é bem elegante e projetada com uso móvel em primeiro lugar. Isso faz sentido para mim: você tira a maioria de suas fotos com o celular e, pelo menos pessoalmente, eu vejo minhas fotos mais no celular do que em qualquer outro lugar. (Ele funciona perfeitamente bem no desktop, claro.)

Estou acostumado a navegar usando o rolo da câmera ou ocasionalmente o app do Dropbox. Ambos são ruins, porque você precisa deslizar constantemente por uma lista gigantesca. O Google Fotos é diferente: você faz um gesto de pinça e navega através do tempo. Você pode até fazer isso diretamente em uma foto ou vídeo.

Inteligência e busca

Eu mudei recentemente para um LG G4, e estava com poucas fotos no aparelho, mais uma coleção que eu mandei anteriormente para o Google+ por algum motivo.

O Google Fotos foi capaz de dar um pouco de sentido a tantas imagens. Ele identificou corretamente um dos meus melhores amigos, de quem eu tenho muitas fotos. (No entanto, ele achou que eu era uma pessoa diferente quando estava usando óculos escuros, o que é compreensível.)

Assim como o Flickr e Microsoft OneDrive, o Google Fotos classificou corretamente algumas das fotos com base no que está nelas. Por exemplo, um lote específico tinha muitas fotos do céu.

Mas seu cérebro começa a pirar quando você procura coisas aleatórias em suas fotos. Cervejas? Ele encontra fotos de cervejas. Bares? Ele encontra fotos de bares.

Hands-on do Google Fotos (2)

Ugh, eu vou me arrepender disso, mas ao digitar “selfies”, ele encontra selfies!

Hands-on do Google Fotos (2)

Isso tudo é muito legal! E meio estranho! Como o Google faz isso funcionar tão bem?

No palco, durante a keynote do I/O, a empresa insistiu que todo esse reconhecimento de imagem seria “apenas para os seus olhos”, mas você precisa decidir por si mesmo o quanto confiar no Google. Afinal, esta é uma empresa cujo modelo de negócios é baseado em vender conclusões derivadas de dados.

Conclusão

O Google Fotos é um serviço realmente promissor. É importante notar também que tudo isso foi feito antes, de uma forma ou de outra. O Facebook tem um reconhecimento facial impressionante; o Flickr pode identificar o conteúdo em suas fotos e classificá-lo em categorias amplas.

O mérito do Google está em reunir tudo isso de forma homogênea, e oferecer maior qualidade de imagem sem cobrar um centavo. Além disso, você já tem uma conta do Google: basta sincronizar as fotos que você tira no seu smartphone e tudo funciona como mágica.

Até agora, esta é a melhor solução que eu já vi para minha proliferação infinita de fotos. O Google Fotos está disponível para Android, iOS e web.

Colaborou: Brent Rose.