Entre o dilúvio de coisas novas que o Google anunciou no evento I/O, estava uma atualização enorme para o Maps. Agora nós passamos algum tempo experimentando as novidades. O veredito? Você vai gostar.

(Para usar o novo Maps, peça um convite através deste link.)

Quando você abre pela primeira vez a nova versão do Maps, é óbvio que algo está diferente. O mapa em si é muito mais importante, ocupando mais da tela, e dando-lhe mais contexto sobre o que você está vendo.

Se você estiver no modo Mapa (em vez de Satélite), vai perceber que tudo ficou muito mais limpo e mais fácil de ler. É como o visual simplista do Apple Maps, mas sem perder as informações detalhadas que você precisa e, bem, ele funciona direito.

Nós adoramos o novo visual para rotas. É super-intuitivo e infinitamente mais fácil de ler do que era antes. A nossa parte favorita é o botão “Mais horários e opções”: quando você analisa opções de transporte público, ele lhe dá um resumo visual das diferentes rotas que você pode tomar. Se você não precisa estar no seu destino até mais tarde, você pode simplesmente arrastar a barra de cima, e assim ver as diferentes opções para quando você precisa sair, e qual ônibus/trem/metrô você precisa pegar. Prevejo que nós aqui usaremos isso o tempo todo.

novo-google-maps

Também há muita coisa para agradar aos olhos. O modo Tour por Fotos é realmente incrível. Há uma qualidade cinemática que você não espera de um app de mapas: todas as animações, como o zoom no Street View, são muito bons. E a ideia de que você pode tirar o zoom de tal forma que você vê a posição das nuvens na Terra em tempo real, agora mesmo, é incrível. Você pode usar o Maps para ver um furacão se desenvolver. Um admirável mundo novo.

Nós testamos o Maps em uma rede rápida mas sobrecarregada, e ele se saiu muito bem. Os mapas baseados em vetores reagiam rápido ao zoom, e os resultados de pesquisa vieram de forma rápida e agradável. Ele entende o contexto muito melhor do que antes. Por exemplo, se você em um bairro específico na visualização do mapa, e você procura por burritos, ele vai mostrar todos os locais de comida mexicana dentro dessa área. Os lugares com uma classificação maior (ou aqueles que receberam nota sua e de seus amigos) ficam mais proeminentes, e quanto mais você usar o Maps (e outros serviços do Google), melhor ele ficará em prever o que você vai procurar. Assustador e/ou bacana.

Nós brincamos com ele um pouco no Chrome usando nossos MacBook Pros, e ele funcionou muito bem. Dito isto, o Maps é ainda mais divertido no Chromebook Pixel. Usando a tela sensível ao toque para aumentar o zoom rapidamente e deslizar o mapa é uma experiência muito intuitiva e fluida. Provavelmente nos dá uma prévia de como serão os apps móveis atualizados – as versões para iOS e Android ganharão esse novo visual também. Mal posso esperar.

Então, para resumir, depois de passar uma hora ou mais com o novo Google Maps, estamos realmente impressionados. E estou ansioso pela versão móvel, com as funcionalidades de navegação novas e melhoradas.