O amor é inconstante. Quando o Moto 360 foi revelado, no lançamento do Android Wear, seu desenho circular fez ele se diferenciar dos primeiros aparelhos da Samsung e da LG. Mas, nesta euforia, o fato de uma parte da tela ficar permanentemente desligada foi ignorado por muitos. Isso deixava a tela parecida com um pneu furado. É aí que chega o LG G Watch R, com sua tela totalmente circular, pronto para conquistar seu coração.

Sua P-OLED de 3,3cm de diâmetro e resolução de 320 x 320 (com 245 PPI) é exatamente o que você espera de um display de smartwatch com Android Wear — clara, colorida e brilhante o suficiente para combater o brilho do showroom em que eu testei o aparelho. E, o que nos interessa aqui, ele vem sem aquele naco preto horrível na borda inferior. Ainda não dá para falar sobre como ele se sai na luz do sol, mas a luminância de 300 bit pareceu ser suficiente para manter a legibilidade em ambientes externos.



Gizmodo

À prova d’água e equipado com um monitor cardíaco na traseira, o G Watch R mede 46,4 x 53,6 x 9,7 mm (ou 11,1mm com a borda inclusa). Não dá pra negar que ele é gordinho, e algumas pessoas na coletiva em que eu estive sentiram que isto poderia afastar o público feminino. Eu discordo — ele não é particularmente pesado e as tendências da moda no momento (desconsiderando gêneros) estão indo em direção a relógios maiores. Apesar de sua estrutura de metal preto limitar um pouco sua flexibilidade, a possibilidade de colocar qualquer pulseira de 22mm e escolher entre um monte de interfaces diferentes através de software permite agradar a muitos gostos diferentes. Eu, pessoalmente, não sou fã da pulseira de couro preto genuíno que vem com o relógio (ela parece meio tosca, e os furos são muito grandes). Em comparação com os smartphones, os smartwatches são muito mais itens de vestuário — o que parece bonito agora pode sair de moda rapidamente, um problema que os fabricantes podem fazer muito pouco para mudar.

Gizmodo

Conectado ao seu Android por Bluetooth 4.0, o G Watch R sente falta de um sensor GPS próprio (a LG aponta problemas com a bateria como o motivo dessa decisão). Ele consegue dar uma espiadinha no GPS do seu smartphone, mas dizem que a próxima atualização do Android Wear vai incluir melhorias especificas para o GPS do relógio, o que quer dizer que o G Watch R não vai poder se aproveitar disso, caso seja confirmado. O Sony SmartWatch 3, por outro lado, tem seu próprio GPS.

A duração da bateria, de acordo com o informado pela LG, parece bem sólida. Na falta um sensor de luz ambiente (ainda mais num dispositivo que fica sempre com a tela ligada), o G Watch R muda para o “modo ambiente” cinco segundos depois de sua última interação com ele. Isto muda o relógio para uma face preta com ponteiros brancos, que gasta 13mW, em oposição aos 130mW do uso regular, fazendo a bateria de 410mAh durar, em média, um dia e meio. Ele também não tem carregamento sem fio e virá, assim como o modelo anterior, com um carregador de mesa feito sob medida.

Assim como todos os dispositivos com Android Wear, o G Watch R tem um microfone embutido, que permite acessar o Google Now por controles de voz. Além de tocar na tela para checar email, Twitter, Facebook, controles de música, mensagens SMS e navegação curva-a-curva, você vai poder falar seus comandos para o dispositivo. Dúzias de telas únicas estão disponíveis, incluindo um relógio mundial com três diferentes fusos, uma tela de trilha com passos andados e altitude e outra de exercícios físicos com frequência cardíaca e contagem de passos. Por fim, tem até mesmo uma tela com o ciclo lunar, que mostra a fase atual da lua.

Gizmodo

O G Watch R é um dispositivo que esteve durante dois anos em desenvolvimento. Então, por que, você pode estar pensando, lançar o LG G Watch original sendo que este garotão estava esperando para decolar logo depois? A LG enfatiza que o primeiro G Watch era um modelo de referência para o Android Wear, um produto que compartilhava o ethos do design do Google. O G Watch R é a chance da empresa acertar sua própria filosofia de dispositivos vestíveis —a LG pode até estar orgulhosa do G Watch original, mas era este aqui que eles estavam esperando para mostrar ao mundo.

Com lançamento marcado para outubro, a LG ainda não revelou um preço exato, mas ele deve ser mais caro que o G Watch, que chegou por 159 libras — ou, no Brasil, por R$ 699. Nós teremos que esperar para fazer um teste completo antes de entregar a coroa de rei dos smartwatches, mas a LG está bem cotada para receber este título com o G Watch R.