Por Sean Hollister

“Cento e cinquenta dólares por um controle? Nunca.” Quando a Microsoft anunciou o Xbox Elite Wireless Controller, esses foram os meus primeiros pensamentos. E então, como o idiota que sou, decidi testá-lo. Acho que você consegue imaginar onde isso vai chegar.

Controle Xbox Elite

No fim de 2013, quando o PlayStation 4 e o Xbox One chegaram ao mercado, eu decidi que o DualShock 4 era um controle superior ao do Xbox One. Para mim, ele parecia mais sólido, não tava tanto a impressão de ser de plástico. As formas e texturas faziam dele um controle mais fácil e confortável de se segurar. Eu amei os recursos oferecidas pelo touchpad do DualShock 4 e a sua barra luminosa, sem contar a entrada de fone de ouvido de 3,5 mm que me permite ligar meu headset preferido.

Controle Xbox Elite

E ainda assim eu o abandonaria sem pensar duas vezes para ter em seu lugar um desses gamepads Xbox Elite. Ele supera o DualShock 4 em todos os aspectos. Quer falar em pegada? O acabamento emborrachado desse controle é fantástico. É até meio luxuoso.

Controle Xbox Elite

O novo direcional também parece ótimo para movimentos circulares precisos para jogos que exigem combinações de botões para especiais – como para soltar um Hadouken ou um Shoryuken ou qualquer coisa parecida em jogos de luta. E ele também vem com uma entrada de fone de ouvido de 3,5mm!

Controle Xbox Elite

Logo abaixo dos gatilhos a Microsoft incluiu duas chaves verdes que permitem mudar a sensibilidade dos botões. Digamos que você está mudando para um fuzil semi-automático ou pistola que exige uma apertada no gatilho para cada disparo. Use seu dedo médio para mexer na chave, e você mexe assim na sensibilidade do gatilho, facilitando na hora de apertá-lo para atirar nos adversários. Funciona muito bem e é muito fácil mudar a precisão em meio a um jogo.

Se minha memória não falha, os botões superiores (acima dos gatilhos) também melhoraram um pouco.

Controle Xbox Elite

E então temos novos botões sensacionais na parte traseira do gamepad. Em jogos competitivos como Halo, frequentemente você precisa tirar seu dedo do stick analógico para apertar um dos botões frontais. Para recarregar, ou pular, ou realizar qualquer ação. Mas a cada vez que fizer isso, você perde o controle de para onde está olhando – afinal, tirou o dedo do stick que controla a câmera do jogo. Agora você pode usar esses botões traseiros e escolher qual dos frontais eles representarão, e, assim, agilizar bastante a sua vida no meio do jogo.

Controle Xbox Elite

Mas vamos dizer que você não gostou desses botões traseiros. Ou o seu stick analógico ficou desgastado depois de tanto uso. Fácil: é só trocar por um botão mais novo. Serve também para o direcional digital.

Controle Xbox Elite

Controle Xbox Elite

Eles são conectados magneticamente com ímãs fortes o bastante para que você sinta segurança ao jogar ao mesmo tempo que são fáceis de serem removidos quando necessário. Você pode usar quantos desses botões traseiros desejar, e ele acompanha um par de sticks analógicos maiores caso você queira ainda mais precisão.

Você pode até mesmo substituir a parte superior dos analógicos, aquela proteção de borracha, como dava para fazer em antigos controles de PlayStation.

Controle Xbox Elite

O que eu não tentei fazer: personalizar todos os botões na interface do Xbox One. Segundo a Microsoft, é possível ajustar a sensibilidade de todos os thumbsticks, gatilhos e mapear qualquer botão para qualquer outro botão ou gatilho no gamepad, além de criar perfis para cada um dos seus jogos, e até mesmo trocar entre perfis ao mexer em uma chave no meio do controle.

Então você pode ter um perfil para dirigir o Warthog, em Halo 5, e então mudar para um mais indicado para as cenas de tiroteio. Faz sentido.

Também não consegui testar outras coisas que a Microsoft diz que seu novo controle consegue fazer: eles afirmam que os novos thumbsticks de aço juntamente com um material de baixo atrito ao redor dos sticks faz com que eles durem mais tempo, mesmo com uso intenso.

Controle Xbox Elite

O controle também acompanha um case para você guardá-lo em segurança

Resumindo: construção bastante sólida, várias opções de personalização, e um potencial de durabilidade. Com esses botões traseiros posicionados embaixo do seus dedos, vai ser interessante ver se desenvolvedores vão criar algum tipo de experiência de realidade virtual que permite agarrar coisas com seus próprios dedos.

Parei de me surpreender com o fato desse controle custar US$ 150. O que me surpreende agora é o meu desejo de ter um. Ele será lançado em outubro.

[Microsoft]