O blog mexicano Conecti.ca pôs as mãos no HP Slate, um dos principais concorrentes ao tablet da Apple. Ele tem tela multitoque, Wi-Fi, 3G opcional, GPS e Windows 7 com interface touch da HP. Além disso, ele vem com várias coisas que faltam no iPad: tela widescreen, multitarefa, Flash, câmera, armazenamento expansível e porta USB. O que o Conecti.ca achou dele?

O veredito oficial é "meh".

Nada de mais. O grande problema, de acordo com o Conecti.ca, é que o Slate não é exatamente um concorrente ao iPad: ele é basicamente um netbook com touchscreen e sem teclado (o que pode ser uma vantagem pra alguns).

   

Sim, o HP Slate tem uma interface para esconder a interface do sistema operacional, e o próprio Windows 7 foi pensado para ser mais amigável ao toque. Mas, segundo o Conecti.ca, o Windows leva "um tempo longo e irritante" para carregar, e você ainda precisa digitar login e senha.

E, como havíamos observado antes, colocar o Windows em um tablet pode não ter sido a melhor decisão da HP. Há duas formas erradas de se fazer um tablet: fazer um smartphone grande, como pode ser o caso dos tablets com Android (e não é exatamente o caso do iPad), ou fazer um netbook pequeno — como é o caso do Slate. Um bom exemplo do que os tablets deveriam ser é o Courier, da Microsoft: ele é de fato algo novo, um intermediário entre celular e computador sem ser nem um, nem outro.

Claro, nem tudo é ruim no Slate: você pode instalar qualquer programa para Windows nele, ele tem uma porta USB e dock com mais portas USB e porta HDMI, e uma câmera na parte de trás (cadê a câmera frontal?). Ainda precisamos saber como a interface de toque da HP funciona, e se o Slate é pesado ou não — nas fotos, ele parece bem gordinho.

A conclusão do Conecti.ca: o HP Slate está bem aquém do iPad, mas "é o menor netbook completo" do mercado. Veja mais detalhes e fotos do aparelho no [Conecti.ca (en español) via Engadget]