A Huawei foi a fabricante que mais enviou smartphones ao redor do mundo no segundo trimestre de 2020. É a primeira vez que a companhia atinge a liderança do mercado e a notícia chega em um momento surpreendente, já que os Estados Unidos têm colocado uma série de restrições sobre a fabricante chinesa nos últimos meses.

Os números são da Canalys, empresa de análise de mercado, que destaca que é a primeira vez em 9 anos que essa liderança não fica com Samsung ou Apple. Os números dizem respeito aos envios de aparelhos, ou seja abastecimento de estoques.

A Huawei enviou 55,8 milhões de dispositivos no 2º trimestre de 2020, com uma queda de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O que aconteceu foi que a demanda pelos aparelhos da Samsung despencou 30% de um ano para outro, alcançando 53,7 milhões de aparelhos enviados.

Gráfico mostra comparativo entre Huawei e Samsung no envio de smartphonesCrédito: Canalys

A liderança da Huawei só aconteceu porque a demanda por seus produtos aumentou no mercado chinês. A exportação de smartphones da empresa chinesa caiu 27% no 2º trimestre, sempre em comparação com o mesmo período de 2019. Por outro lado, os envios dentro da China subiram 8%, abocanhando mais de 70% da fatia local.

“Este é um resultado surpreendente que poucas pessoas teriam previsto há um ano. Se não fosse pelo COVID-19, não teria acontecido. A Huawei tirou vantagem da recuperação econômica chinesa para reacender seu mercado de smartphones. A Samsung tem uma presença muito pequena na China, com menos de 1% do mercado, e tem visto seus principais mercados como Brasil, Índia, Estados Unidos e Europa, assolados por surtos e subsequentes lockdowns”, disse o analista sênior da Canalys, Ben Stanton.

É difícil dizer se a companhia vai conseguir manter a liderança, mas parece ser uma tarefa difícil. A Huawei não pode mais vender novos smartphones com a Play Store e outros aplicativos do Google pré-instalados, justamente por causa da uma proibição do governo dos EUA.

A Samsung, por outro lado, disse que espera que seus números melhorem após o lançamento de novos modelos topo de linha, que devem ser anunciados 5 de agosto. A expectativa é que sejam lançados o Galaxy Note 20 e Galaxy Z Fold 2.