Inteligência Artificial

IA tentar unir animais resgatados no RS aos seus tutores

Em meio às enchestes no RS, um casal de Canoas criou uma plataforma com IA para unir animais resgatados aos tutores no estado; veja como
Imagem: Hippopx/Reprodução

Um casal de Canoas, cidade no Rio de Grande do Sul que foi alagada pelas enchentes este mês, está usando a IA (inteligência artificial) para ajudar a reunir animais de estimação, como cães, gatos, pássaros e coelhos, por exemplo, com seus tutores.

A iniciativa de Gustavo Furtado e Jéssica Phoenix utiliza IA e visão computacional para comparar as informações dadas pelos tutores com as dos animais nos abrigos. A plataforma usa um software da Monday.com como base de dados e um modelo de IA da Pix Force, com apoio das equipes da A-Players e da Zeno Junior.

Como encontrar animais perdidos no RS com IA?

A ferramenta tem quase 3 mil tutores cadastrados e 1,4 mil animais. Para encontrar os animais perdidos, os tutores respondem a um formulário com informações como nome do pet, sexo, cor, porte, imagens em boa qualidade e número de WhatsApp para contato.

O mesmo vale para o registro de animais em abrigos. Além disso, também é possível informar quais pets estão no local pelo e-mail gustavo.furtado@a-players.io ou pelo WhatsApp (51) 99205-5082.

“Precisamos que todas as bases de dados sejam integradas ao sistema, em todas as cidades afetadas pela enchente. Por enquanto esse trabalho está sendo feito manualmente por poucos voluntários e isso atrasa muito. Todos os abrigos criaram páginas de Instagram e fica difícil para os tutores irem uma por uma procurar seu animalzinho”, disse Furtado à Exame.

De acordo com o boletim da Defesa Civil do RS, mais de de 10 mil animais de estimação e silvestres foram resgatados durante as enchentes. A plataforma de Furtado e Phoenix já está em funcionamento e fez seu primeiro match na semana passada. “Precisamos divulgar o projeto com urgência para que a plataforma unifique dados de animais perdidos e seus tutores”, ressalta Jéssica.

Outras formas de encontrar animais

Além da iniciativa em Canoas, segundo a Folha de S. Paulo, o antigo centro de eventos da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) recebe cães e gatos resgatados das enchentes por ONGs.

Lá – onde já foram cadastrados mais de 150 pets – os animais recebem atendimento médico de veterinários e estudantes, bem como identificação por microchips, que permitem buscas em um sistema. Suas fotos estão nos perfis @soscomunidades.ufsm e @animaissm no Instagram.

Na rede social, outras páginas também ajudam a divulgar e encontrar bichos de estimação desaparecidos, como o @tosalvopetpoa, @acheseudogulbra e @acheseupetpoa.

Saiba o que fazer se encontrar animais peçonhentos em enchentes e como foi o resgate do cavalo “Caramelo” no Rio Grande do Sul.

Isabela Oliveira

Isabela Oliveira

Jornalista formada pela Unesp. Com passagem pelo site de turismo Mundo Viajar, já escreveu sobre cultura, celebridades, meio ambiente e de tudo um pouco. É entusiasta de moda, música e temas relacionados à mulher.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas