Um passageiro da Spirit Airlines foi banido pro resto da vida por fumar um vaporizador durante um vôo nos EUA e ter disparado o alarme de incêndio do banheiro do avião.

O incidente ocorreu na semana passada no vôo 985 de Detroit para Nova Orleans, segundo matéria do Times-Picayune publicada no sábado. O capitão Jason Rivarde, porta-voz do xerife Jefferson Parish, disse à CNN que o homem, um residente de 30 anos da Flórida, estava fumando um cigarro eletrônico em seu assento e soprou o vapor dentro de uma bolsa, quando foi informado por um comissário de bordo que fumar no vôo não é permitido.

De acordo com o Times-Picayune, a aeromoça logo em seguida viu o homem ir direto para o banheiro da aeronave. Enquanto o homem estava no banheiro, o alarme de fumaça do avião soou, forçando o avião a descer 10.668 metros. De acordo com o Times-Picayune:

Um xerife que encontrou o avião quando pousou no Aeroporto Internacional Louis Armstrong escreveu que o homem estava “altamente intoxicado” e cheirava a álcool. O homem disse ao policial que ele não sabia que era proibido fumar em um avião e negou ter fumado no banheiro.

O homem teria ingerido álcool que trouxera a bordo e que escondeu debaixo do paletó – o que também é contra as regras. Você pode, tecnicamente, trazer álcool em um avião. Mas os regulamentos federais proíbem o consumo de álcool em vôo que não seja servido pela companhia. Uma comissária de bordo disse ao Business Insider em 2017 que os passageiros podem ser multados em até US$ 11.000 por transformar o voo em seu bar pessoal.

A CNN citou o relatório confirmado que o passageiro não foi preso, mas foi banido da Spirit Airlines por toda a vida. Rivarde disse à imprensa que a transportadora é “uma empresa privada que pode banir os clientes como quiser”, mas acrescentou que assim que o avião aterrissou, o homem “cooperou com nossos agentes por isso ele não enfrentou nenhuma acusação criminal”.
Um porta-voz da Spirit Airlines não retornou imediatamente um pedido de comentário sobre o incidente.

Fumar ou descaradamente utilizar vaporizadores em aviões é uma coisa incrivelmente estúpida, especialmente se você já tiver sido avisado de que isso é proibido. Embora esse cara dificilmente seja o primeiro a tentar utilizar um vaporizador escondido em um avião, parece que esse incidente envolveu mais do que uma simples baforada sorrateira. Mas de qualquer forma, quebrar as regras das companhias aéreas não é só estúpido como também representa um possível risco à segurança.

Eu ainda poderia acrescentar que, se beber vai fazer você fazer algo estúpido como desobedecer repetidamente a tripulação de voo, você deveria pegar leve na bebida também.