Os caras que criaram o Instagram decidiram abandonar o barco e anunciaram na noite desta segunda-feira (24), que irão sair do Facebook.

De acordo com fontes anônimas ouvidas pelo New York Times, Kevin Systrom e o brasileiro Mike Krieger, cofundadores do aplicativo, não revelaram o porquê da saída. Em um comunicado publicado no blog oficial do aplicativo, eles disseram que “estão prontos para o próximo capítulo”.

Systrom e Krieger se conheceram em 2010 na Universidade de Stanford e decidiram criar o Instagram. A dupla, aparentemente, não irá se separar:

“Estamos planejando deixar o trabalho de lado por um tempo para explorar nossas curiosidades e criatividade”, disse Systrom. “Construir coisas novas exige dar um passo para trás, entender o que nos inspira e combinar isso com o que o mundo precisa; é isso o que planejamos fazer”.

O Instagram é um dos ativos mais valiosos do Facebook: aplicativo foi comprado por Mark Zuckerberg em 2012, por US$ 1 bilhão. Na época, a rede de fotos tinha 30 milhões de usuários; recentemente, eles atingiram a marca de um bilhão de usuários. Além disso, a Bloomberg Intelligence avalia o Instagram em US$ 100 bilhões atualmente.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

@mikeyk and I are grateful for the last eight years at Instagram and six years with the Facebook team. We’ve grown from 13 people on the team to over a thousand with offices around the world, all while building products used and loved by a community of over one billion. We’ve loved learning to scale a company and nurture an enormous global community. And we couldn’t have done it without our amazing Instagram team, and the support of @zuck, @sherylsandberg, @schrep, and @chriscox at Facebook – we’ve learned so much from all of you. Now, we’re ready for our next chapter. We’re planning on taking some time off to explore our curiosity and creativity again. Building new things requires that we step back, understand what inspires us and match that with what the world needs; that’s what we plan to do. We remain excited for the future of Instagram and Facebook in the coming years as we transition from leaders to just two users in a billion. Thank you for being part of Instagram’s community. It’s been (and will continue to be) an honor ??

Uma publicação compartilhada por Kevin Systrom (@kevin) em

Systrom e Krieger não são os primeiros fundadores de um serviço comprado pelo Facebook que decidem deixar a empresa. Em abril, Jan Koum, fundador do WhatsApp, app que foi comprado em 2014, decidiu abandonar o barco também. Koum não revelou o porquê de ter deixado a empresa, mas fontes afirmam que ele estava preocupado com a maneira com que o Facebook vinha usando os dados dos usuários.

O Facebook ainda não anunciou quem ocupará a posição dos executivos.

[New York Times, Instagram]