É difícil não ficar com um pouco de pena da Intel, depois que a Nokia se entregou à Microsoft semana passada e abandonou a plataforma MeeGo, produzida em colaboração com a Intel, para dar preferência ao Windows Phone 7. E a Intel finalmente veio a público mostrar sua mágoa: o CEO da empresa, Paul Otellini, disse que a Nokia fez a escolha errada. Claro que ele diria isso, né.

Ele disse a analistas que “não teria feito a decisão que [Stephen Elop, CEO da Nokia] fez, eu provavelmente teria ido para o Android se fosse ele”, e disse também, claro, que “o MeeGo teria sido a melhor estratégia, mas ele concluiu que não poderia arcar com [o MeeGo]”. A Nokia já explicou porque não quis o Android: se adotasse o robô, a Nokia não teria “diferenciações o suficiente em relação a outras fabricantes”.

De acordo com Otellini, tanto o Google como a Microsoft estavam oferecendo generosas quantias de dinheiro para a finlandesa, implorando para a Nokia fechar parceria com eles. A decisão da Nokia por enquanto foi deixar a Intel chorando no canto, mas Otellini está confiante: “nós encontraremos outro parceiro”. Isto porque “as operadoras ainda querem um terceiro ecossistema e elas querem um ecossistema aberto, e é isso que move nossa motivação”. As operadoras talvez queiram isso, mas e eu e você? [Reuters]

Foto por Fernando Braga/Flickr