A Microsoft vai encerrar o suporte para seu navegador Internet Explorer nesta quarta-feira (15). Com a mudança, o navegador não receberá mais atualizações de segurança.

Após um período de adequação, a empresa vai desabilitar totalmente o navegador por uma atualização do Windows. Por enquanto, os usuários serão redirecionados para o Edge, o navegador mais atual da Microsoft.

Ainda que tenha pego de jeito os internautas mais nostálgicos, a notícia do encerramento do navegador já era esperada há anos. O Internet Explorer, afinal, foi lançado há mais de 25 anos, junto com o sistema operacional Windows 95.

Primeiro, em 2019, a companhia precisou lançar emergencialmente uma nova versão do Internet Explorer, por motivos de segurança. Em agosto de 2020, a companhia decretou a aposentadoria definitiva do navegador, ao afirmar que nenhum de seus aplicativos ou serviços (como o Teams ou Office 365) seriam compatíveis com o Internet Explorer.

Assine a newsletter do Gizmodo

A popularização de navegadores como o Google Chrome e Firefox deixou o Internet Explorer em terceiro plano, e levou a Microsoft a criar o Edge. Quem é dos primórdios da internet sentirá saudades do clássico navegador — mais pela aura de “início de internet” que ele carregava até hoje do que pela sua qualidade, diga-se.