Uma ponte histórica em Roterdã, cidade portuária holandesa, será parcialmente desmontada para permitir a passagem do iate de luxo construído para o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

A embarcação está sendo desenvilvida por uma empresa com sede na Holanda e, para colocar o iate no mar, será necessário passar por essa ponte.

A ponte do século 19 é de 1878, mas foi bombardeada em 1940 durante a Segunda Guerra Mundial e precisou ser reformada. Sua atual altura é muito baixa para a passagem do barco do bilionário norte-americano, um iate avaliado em US$ 486 milhões.

Segundo um porta-voz do prefeito de Roterdã, a ponte “é a única rota para o mar”, e a Amazon arcará com todos os custos pré e pós operação na icônica Ponte de Koningshaven.

O pedido irritou alguns holandeses, mas a cidade concordou em desmontar a ponte, apesar de ter prometido, após uma outra reforma em 2017, que a estrutura conhecida como “De Hef” nunca mais seria tocada.

“Este homem ganhou seu dinheiro demitindo funcionários, sonegando impostos/regulamentos e agora temos que derrubar nosso belo monumento nacional? Isso é realmente ir longe demais”, disse Stephan Leewis, político de Roterdã.

Assine a newsletter do Gizmodo

A prefeitura afirmou que considerou a importância econômica e os empregos gerados pela construção deste iate, garantindo que a ponte recuperará sua aparência atual.

Será tirada a seção central da ponte feita com vigas de aço, para então o barco de 40 metros de altura de Bezos, poder passar e acessar o mar.

O empresário Jeff Bezos é um dos homens mais ricos do mundo após transformar a livraria online Amazon em um gigante global de compras.

Recentemente a empresa anunciou o lançamento da sua primeira loja física de roupas. Confira.