A câmera Lytro, lançada no ano passado, trouxe uma brilhante inovação para o mundo da fotografia digital. Usando a tecnologia de campo de luz, ela permite escolher o foco da imagem depois de fotografar.

Mas pesquisadores da Universidade de Saarland (Alemanha) demonstraram um novo acessório de câmera que deixa bem claro: a Lytro é apenas a ponta do iceberg.

A KaleidoCamera, feita por Alkhazur Manakov e sua equipe, fica entre a lente e o corpo da câmera, e divide a luz recebida em nove feixes separados: eles podem ser filtrados individualmente antes que atinjam o sensor, em uma grade três-por-três.

Como os feixes individuais entram na lente em ângulos ligeiramente diferentes, há dados suficientes na imagem para calcular a profundidade, e para escolher o foco após tirar a foto – algo semelhante à Lytro:

kaleidocamera

Além disso, a KaleidoCamera permite aos fotógrafos capturar uma imagem HDR com um único disparo da câmera. As imagens HDR usam várias fotos de uma mesma cena, mas com exposições diferentes. No entanto, o acessório consegue usar os feixes de luz para capturar essas exposições ao mesmo tempo, que serão unidas na pós-produção.

Ele ainda permite, após tirar a foto, filtrar e recombinar as cores. Como você vê abaixo, cada comprimento de onda é capturado separadamente; então é possível reagrupá-los na pós-produção.

A KaleidoCamera ainda é um protótipo, então a qualidade das imagens pode melhorar no futuro. Mas parece que esta tecnologia usa o sensor para capturar nove imagens em uma só, então necessariamente a qualidade de cada uma delas será menor que uma foto comum tirada pela mesma câmera.

Os pesquisadores estão trabalhando para miniaturizar e agilizar o protótipo, para que ele possa ser transformado em um produto para consumidores, ou como um acessório add-on para DSLRs, ou para uso em dispositivos como smartphones. A KaleidoCamera será apresentada oficialmente esta semana durante a conferência Siggraph. [Universidade de Saarland via New Scientist]

kaleidocamera