Pode ter demorado mais que o esperado, mas um substituto para o Kindle 2 chegou. Agora com versão Wi-Fi e com preço inicial agressivo de US$139, este novo e-reader é um belo upgrade.

O novo Kindle é 21% menor e 15% mais leve que o Kindle 2, ótimo para aqueles que gostam de ler na cama, como eu. Mesmo com tamanho menor, a tela de 6 polegadas continua presente, mas com contraste 50% melhor (o mesmo que no Kindle DX). A renderização de fonte e contraste melhorados não são muito perceptíveis em livros, em parte porque nunca foi um problema com o Kindle 2, mas as mudanças são boas para quem lê jornais no Kindle. A memória interna foi duplicada para 4GB, capaz de conter cerca de 3.500 livros.



A versão só com Wi-Fi sai por US$139, enquanto a versão com Wi-Fi e 3G custa US$189, e eles entrarão em pré-venda hoje. Quem está no Brasil pode comprar as duas versões – o 3G funciona no mundo inteiro – mas pagando bastante imposto. Para o Brasil, os preços são US$310 e US$410 (cerca de R$550 e R$720). É uma boa evolução, na verdade: para os brasileiros, o Kindle foi de R$1.030 no lançamento para R$720 em junho, e agora custa a partir de R$550. Se você seguir a dica do advogado Marcel Leonardi para comprar o Kindle sem pagar imposto, o preço cai para R$280. Ficou bem mais interessante, hein?

Uma função notável do novo Kindle é o navegador Webkit experimental. A natureza experimental do navegador é bem perceptível: as páginas levam um tempo para carregar e não renderizam corretamente, e os controles direcionais tornam a navegação uma experiência truncada. O que salva o navegador atual é um "modo artigo" que converte páginas da web em um formato mais fácil de ler. Apesar de a experiência de navegação no Kindle não estar completa, em termos de adicionar utilidade ao e-reader, este é um passo na direção certa.

O novo Kindle sem dúvida melhorou, mas a experiência em geral ainda é meio lenta: as páginas viram 20% mais rápido, mas ainda parecem virar devagar, especialmente quando comparado ao app para iPad do Kindle. E seria bom ter suporte a arquivos zip e ePub, mas o formato melhorado e o preço menor tornam o Kindle mais desejável que nunca. [Kindle]