Imagens de satélite confirmaram a presença de um lago de lava dentro da cratera de Mount Michael – um vulcão ativo localizado em uma ilha remota no Oceano Antártico.

Apesar de aparecer frequentemente em filmes e videogames, lagos de lava são bem raros. Dentre os aproximadamente 1.500 vulcões terrestres potencialmente ativos na Terra, apenas oito possuem um lago de lava, incluindo o recém descoberto. Uma equipe de pesquisa da British Antartic Survey e da University College London confirmaram a presença do lago de lava utilizando dados de satélite coletados nas últimas três décadas. Os detalhes da descoberta foram publicados na edição mais recente do Journal of Volcanology and Geothermal Research.

A piscina de lava do Mount Michael é do tamanho de dois campos de futebol e sua temperatura atinge quase 1.280 graus Celsius.

Imagens de satélite dos anos 90 revelaram um lago de lava, como evidenciado por anomalias térmicas e sinais de magma saindo da cratera. Mas a baixa resolução dessas imagens tornava impossível confirmar a hipótese. A localização remota desse vulcão nas Saunders Islands também não ajudou, dificultando uma observação mais próxima. Essa ilha está localizada entre as South Sandwich Islands, cerca de 1.550 quilômetros a leste das Ilhas Malvinas.

Mount Michael. Imagem: Pete Bucktrout/British Antarctic Survey

“Mount Michael é um vulcão em uma ilha remota do Oceano Antártico”, disse a autora principal do estudo Danielle Gray da University College London em um comunicado à imprensa. “É extremamente difícil acessá-lo e sem uma imagem de satélite de alta resolução teria sido muito desafiador estudar melhor esse incrível fenômeno geológico”.

Para o novo estudo, os pesquisadores utilizaram dados coletados pelos satélites Landsat, Sentinel-2 e ASTER de 2003 a 2018, junto com dados históricos desde 1989. Como os autores afirmaram na publicação, “as plumas e erupções vulcânicas persistentes foram identificadas ao longo dos trinta anos estudados”.

Imagem: Landsat 8/BAS

A imagem em alta resolução revelou um lago de lava medindo entre 90 e 215 metros de diâmetro, e temperaturas variando de 989 a 1.279 graus Celsius.

“Nós estamos maravilhados em ter descoberto um fenômeno geológico desses em Território Ultramarino Britânico”, afirmou o geólogo da British Antarctic Survey e coautor do estudo Alex Burton-Johnson. “Identificar o lago de lava aprimorou nosso entendimento sobre atividade vulcânica e seus perigos nessa ilha remota, e nos mostra mais sobre esses fenômenos raros, e, por fim, nos ajudou a desenvolver técnicas para monitorar vulcões do espaço”.

E, caso você esteja curioso, os outros sete vulcões com lagos de lava ao redor do mundo são: Nyiragongo, na República Democrática do Congo; Erta Ale, na Etiópia; Monte Erebus, na Antártida; Monte Yasur e vulcão Ambrym, ambos em Vanuatu; Kilauea, no Havaí; e Masaya, na Nicarágua.