Atualizado às 14h50

A Uber não é muito de fazer eventos — desde que chegou ao Brasil, é a primeira vez que rola algo do tipo, e olha que a empresa tá por aqui há três anos e meio. Então, a estreia, que rolou na manhã desta terça-feira (25), tinha que ser com um monte de anúncios para o mercado local. Em resumo: a companhia anunciou uma nova forma de pagamento chamada Uber Cash, uma reformulação do UberPool e o Uber Lite, uma versão menor do app.

O Brasil é meio que a menina dos olhos da Uber. Pra começar, o país já é o segundo maior mercado da plataforma. Segundo dados da companhia, são feitas 22 milhões de viagens por mês no país e 500 mil motoristas trabalham mensalmente no serviço. Além disso, São Paulo e Rio de Janeiro figuram entre as cidades com o maior número de caronas.

Para resumir o que foi falado, separamos pelos tópicos abaixo:

Uber Cash, uma nova versão de Uber pré-pago

O Uber Cash é um sistema pré-pago de Uber via cartão. Trata-se de um sistema complementar, lançado recentemente nos EUA, ao esquema de cartões pré-pagos (disponível em supermercados e até bancas de jornais) em que será possível carregar sua conta do app para efetuar pagamentos — esses créditos também estarão disponíveis para outros produtos, como o UberEats.

Esses créditos poderão ser adquiridos das seguintes formas:

Compra de créditos pré-pagos em 250.000 pontos de venda em todo o Brasil;
Compra de um cartão pré-pago nas maiores varejistas do país;
Compra dos cartões pré-pago pela internet;
Resgate de milhas por Smiles ou Dotz;
Resgate de pontos.

Rob Daniel, diretor de produtos financeiros da Uber

Para incentivar essa modalidade de pagamento, a companhia vai oferecer alguns descontos. Ao carregar por exemplo R$ 200, a pessoa pagará R$ 190 (portanto um desconto de 5%).

Mesmo que você tenha outro meio de pagamento, como cartão de crédito, se tiver Uber Cash, o app perguntará ao usuário se ele quer usar o crédito que já tem para bancar a viagem.

Uber Lite, uma versão mais leve do app

Nem todo mundo tem telefone com bastante capacidade de armazenamento, e o acesso à banda larga móvel no Brasil pode ser escasso, dependendo onde você estiver. Para tentar solucionar isso, a Uber vai liberar no país o Uber Lite, uma versão do aplicativo mais leve com 5 MB.

Um dos diferenciais do app é que ele não conta com um mapinha. Ao abrir, ele mostra uma série de sugestões de endereços (pontos de referência) de sua origem e destinos sugeridos.

O app, feito para Android, estará disponível ainda nesta terça-feira (25) neste link.

Um UberPool reformulado

O UberPool é um pé no saco para os motoristas, pois geralmente faz com que ele tenha que dar muitas voltas para achar passageiros e, sem contar, que os ganhos podem ser menores. A companhia quer tornar a experiência melhor com uma reformulação do produto.

Basicamente, a plataforma ficará mais esperta e vai indicar, por exemplo, pontos de encontro. Em vez de deixar as pessoas exatamente no seu local, muitas vezes o app sugerirá deixar as pessoas em ruas ou avenidas próximas.

Ao solicitar uma viagem, o usuário deve esperar um tempo (alguns minutos) para que o app calcule onde e quando o passageiro deve encontrar o motorista. Essa distância até o ponto de encontro, informa a Uber, não deve demorar mais do que poucos minutos. Após o sistema escolher o local, o próprio app vai sugerir rotas a pé até o ponto de encontro e a informação de quanto tempo levará ir até o seu destino.

De concreto, essas viagens do UberPool serão até 35% mais baratas que do UberX. Para os motoristas, diz a companhia, os ganhos serão os mesmos de viagens feitas pela modalidade UberX.

Essa nova experiência vai começar a funcionar ainda em outubro em São Paulo e, em seguida, deve ser disponibilizada no Rio de Janeiro.

Imagem do topo: AP