Quando nos deparamos com o laptop gamer Alienware Area-51m na CES 2019, curtimos bastante. Para começar, ele tem um visual bacana e é uma espécie de Frankestein de tudo que tem de mais avançado para quem curte uma jogatina e não quer andar com seu desktop por aí. A boa notícia é que ele começa a ser vendido nesta quinta-feira (21) no Brasil. A má notícia é que ele é para poucos, pois custa a partir de R$ 17.899 — a título de comparação, em dólar ele custa a partir de US$ 2.500.

Sim, é um valor exorbitante e provavelmente é mais um desses modelos para atrair gamers MUITO entusiastas. Aí você pode perguntar, mas por que tudo isso?

A Dell argumenta que eles tentaram reunir num laptop o melhor hardware de desktop possível. Se você não acompanha muito o ramo de games, a maioria dos notebooks tem itens específicos para eles: processador e placa gráfica, por exemplo, costumam ser menos potentes quando comparados com os de computadores de mesa. O Alienware Area-51m é praticamente um desktop dentro de um laptop.

Crédito: Sam Rutherford/Gizmodo

Para quem quer se arriscar a comprar um desses, ele conta com opções de processador Intel Core i7 (9700K) ou i9 (9900K) ambos de 9ª geração. A placa de vídeo pode ser Nvidia GeForce RTX 2070/2080 (as mesmas usadas em desktops). O display é Full HD de 17,3 polegadas com um painel antirreflexivo e taxa de atualização de 144 Hz.

A bateria é de 90Wh. Na prática, isso dá uma autonomia de umas 4 horas de uso normal. Com games, isso cai para 1,5 hora/2 horas, dependendo do game. Sim, meus caros, este é o preço por ter um hardware de desktop em um laptop. Quem comprar um desse talvez não vá querer ficar muito tempo longe da tomada.

Com toda essa potência, o laptop também facilita a vida do usuário que quiser fazer upgrades. Dando uma olhada na placa do notebook, que é presa por poucos parafusos, dá para ver que tudo é soquete. Então, não tem muito malabarismo para desplugar um SSD ou um chip de memória.

Para fazer os upgrades, os usuários terão que procurar por componentes que sejam compatíveis com o chipset Intel Z390. Os consumidores poderão brincar com o overclock via Alienware Command Center, um software da Dell para facilitar o controle de potência da máquina.

Laptop Alienware por baixo. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

Voltando à questão da conveniência, este é um laptop para entusiastas mesmo. Durante o evento de lançamento em São Paulo, estava o nesk, jogador de Rainbow Six, da Team Liquid. Segundo ele, este tipo de laptop pode ser uma boa para jogadores profissionais, pois enquanto estão no hotel, não conseguem praticar (nas competições são sempre usados desktops) e que tal equipamento possibilitaria isso.

Então, se você não for um jogador profissional de e-sports, talvez esta não seja a máquina para você — a não ser que você tenha muito dinheiro sobrando e a paciência com seu desktop tenha terminado.

Alienware Area-51m

Tela FHD (1920 x 1080) 17,3” com painel antirreflexivo (300 nits) e opção com taxa de atualização de até 144 Hz (G-Sync);
Rastreamento ocular Tobii Eye-tracking (modelos selecionados);
Processador da 9ª geração Intel Core i7 (9700K) ou i9 (9900K);
Placa de vídeo NVIDIA GeForce RTX 2070 / 2080;
Memória RAM de até 16 GB, expansível até 64GB (vendido separadamente);
Armazenamento em combo até HD (1 TB) e SSD (256 GB PCIe M2);
Porta Thunderbolt™ 3 com DisplayPort (1),  Porta USB 3.1 (2), Porta USB 3.1 com PowerShare (1), HDMI 2.0, Porta Mini-display 1.4, Porta Ethernet RJ-45 Realtek de 2,5 Gbit/s, Porta do Amplificador Gráfico Alienware e conexão para fone de ouvido e microfone;
Webcam Alienware com resolução HD (1280×720);
Dimensões: Espessura: 27.6 mm a 42 mm / Largura: 410 mm / Profundidade: 402 mm/ Peso: a partir de 3,87 kg;
Preço: a partir de R$ 17.899.