Lembra do M17x, o notebook mais poderoso do mundo, que fez sucesso surpreendente no Brasil? Ele ganhou um irmão menor. Daqueles caçulas atrevidos, que acham que jogam videogame melhor que você e pega todos os medikits na sua frente quando vocês jogam algo em co-op. O m15x é levemente mais barato, tem um monitor de 15 polegadas e o melhor processador para notebook já lançado, o Intel Core i7 versão caixinha. E ao contrário do m17x, o novo Alienware realmente é um laptop, que dá para você levar numa mochila sem desenvolver hérnia de disco, só uma lombalgia (tem 4 kg). E vem para o Brasil.

Eu tive contato de primeiro grau com o novo alien ontem (fotinhos lá embaixo) no escritório da Dell. Como era uma versão "pre-build", não pude rodar benchmarks. Só rodou um Blu-Ray, obviamente sem a menor dificuldade. O sistema é incrivelmente silencioso no funcionamento rotineiro, e não esquentou nem um pouco. Pode ser que quando eu rodar um Crysis eu fique estéril com ele no colo, ovos fritos e tudo. Mas como ele tem um proeminente radiador na frente, acho que não é o problema.

Ainda não há data certa para estreia no Brasil, mas se tudo der certo ele chega ainda no mês que vem, com o Windows 7 de fábrica, por um preço ligeiramente menor que a fortuna do m17x. Sim, será bem caro, mas ao contrário de desktops, em notebooks não há muito a opção de comprar peças e montar.  Às especificações: você agora tem a escolha entre os mais rápidos processadores da Intel, incluindo o Core i7 1.6GHz 720QM, o Core i7 1.73GHz 820QM e finalmente o mais rápido processador mobile do mundo, o Core i7 2GHz 920XM – o que eu testei. Essa maravilha de notebook ainda pode ser equipado com nVidia GeForce GTX 260M (com 1GB de RAM) e até 8GB de RAM para suportar os jogos mais exigentes. Tudo é configurável para o gosto e o bolso do cliente, incluindo uma rápida opção de HD 256 GB SSD.

A configuração parruda que eu testei fez (foto abaixo) o notebook tirar 5,9 na nota de experiência do Vista. É a mesma do meu Core i7, desktop, com uma placa GTX 275. Meio ignorante. Quem gosta de jogar na penumbra vai ficar feliz em saber que o corpo inteiro tem iluminação em cores personalizáveis  – se você não gostar da combinação padrão roxo/lilás unicórnio. O painel de controle exclusivo da Alienware te deixa configurar uma quantidade enorme de coisas, das luzinhas e diversos ajustes de sensibilidade do (ótimo) touchpad ao login por reconhecimento facial.

Pra não dizer que tudo são flores, preciso notar um vacilo animal: ele não tem saída HDMI, só displayport. Você precisará de mais alguns fios e um adaptador pra jogar na TV. Ainda não temos informações sobre a duração da bateria, mas como, ao contrário do m17x esse tem uma placa de vídeo, só um HD e uma tela menor, a estimativa de pelo menos uma hora longe da tomada deve ser justa. A fonte dele também é consideravelmente menor que o tijolo do outro notebook. Performance tem um preço, certo?

Em termos estéticos, o chassi parece ser o mesmo do m15x, mas agora você pode tê-lo em outras cores (lá fora, aqui testei o azul e não me lembro se tem outras opções). Aliás, nos EUA é possível inscrever algumas coisas na placa de metal, tipo "my precious". O povo da Dell está tentando trazer essa personalização pra cá, o que é bem justo, já que o m15x custa mais que um bom par de alianças de casamento (nas quais é possível gravar o nome de uma pessoa) e tem o poder de destruir as mesmas.

[Alienware]