Minha namorada põe tanto wasabi no sushi que invariavelmente lacrimeja. E acha graça. Já expliquei mais de uma vez: a raiz forte é usada para evitar que você tenha intoxicação alimentar com o peixe cru, já que ela é antisséptica e bactericida. Em outras palavras: o wasabi conserva os alimentos. Nada mais natural, então, que colocar wasabi dentro de uma geladeira. É o que fez a Panasonic com o modelo NR-512XZ, que acaba de chegar ao Brasil.

Em cada um dos compartimentos do megarefrigerador de 512 litros há um refil com um composto químico baseado em wasabi que, segundo a Panasonic, exala um pó de pirlimpimpim que magicamente faz uma alface durar 7 dias, ao invés de 3. Além disso, há um sistema deodorizador por íons (o que quer que isso signifique): feche a geladeira, aperte um botão, espere 3 a 5 minutos e o cheiro do peixe que você deixou descongelando e apodreceu vai embora. E não é necessário ficar trocando o refil, já que eles duram anos.

Além do sistema wasabiano, a NR-512XZ tem um design meio diferente. O freezer fica embaixo, numa gaveta, para quando você abrir poder ver tudo que está congelado, não precisando escavar os hot-pockets até achar à lasanha. A iluminação é com leds espalhadas pelas laterais, que permitem ver se a comida estragada está realmente estragada ou se uma aquecida no microondas resolve.

Outro ponto bacana do refrigerador é que ele entra em modo econômico à noite. Como de madrugada apenas eu e os insones gordos abrem a geladeira, a NR-512XZ diminui a sua potência, ficando mais silenciosa e consumindo bem menos energia – 20% a menos que o concorrente mais próximo da categoria, segundo a Panasonic.

Com Wasabi, gavetão de congelados e deodorizador, esse refrigerados só não entra nos meus sonhos porque não cabe. Nem no orçamento (R$ 6.500) nem na cozinha, já que ele é grandalhão (apesar de aproveitar bem o espaço e se camuflar como gaveteiro). Mas quem tiver uma casa grande e estiver caçando o gadget perfeito para acompanhar aquele fogão por indução magnética, essa é uma ótima opção.