Alan Turing foi um matemático britânico que quebrou o infame código Enigma dos nazistas, usado durante a Segunda Guerra Mundial; e também é considerado o pai da ciência da computação e da inteligência artificial. Mas é difícil encontrar os escritos de Turing – daí o entusiasmo pelo próximo leilão de um de seus cadernos.

>>> Assista ao trailer do filme sobre a vida de Alan Turing

De acordo com a Bonhams, famosa casa de leilões de Londres responsável pela venda, o livro é “um importante documento científico manuscrito por Alan Turing, no qual ele trabalha nas bases de notação matemática e ciência da computação”.

Ela remonta a 1942, durante o apogeu de Bletchley Park – onde funcionava a agência de espionagem britânica – e dos esforços para quebrar o código Enigma. Mas, nesse caderno, Turing estava mais preocupado com o trabalho teórico do que em qualquer aplicação prática.

Turing deixou seus manuscritos para o colega matemático Robin Gandy, que os depositou em 1977 na King’s College, tornando-os disponíveis para estudiosos. No entanto, Gandy ficou com um dos cadernos e, nas páginas em branco, ele escreveu seu “diário de sonhos”, descrevendo o que havia sonhado na noite anterior.

O conteúdo do diário é bastante pessoal, e reúne as anotações técnicas de Turing e os sonhos do matemático Gandy, que faleceu em 1995. A Bonhams estima que o manuscrito será vendido por um valor de “pelo menos sete dígitos” quando o leilão ocorrer em 13 de abril; parte da venda será doada a instituições de caridade.

Manuscrito de Alan Turing

Alan Turing é a razão pela qual muitos vêm trabalhando há décadas para passar no “Teste de Turing”, que avalia se uma máquina pode imitar com sucesso um ser humano em uma conversa.

Infelizmente, ele também viveu em um país que, na época, criminalizava a homossexualidade; em 1952, Turing foi obrigado pelo governo a tomar hormônios para se “curar”. Ele cometeu suicídio dois anos depois, supostamente ao comer uma maçã com cianureto. Depois de 61 anos, ele finalmente recebeu o Perdão Real.

A vida de Turing é soberbamente detalhada no livro Alan Turing: The Enigma, de Andrew Hodges (ainda sem tradução para o português), que foi adaptado para o cinema no filme O Jogo da Imitação, estrelado por Benedict Cumberbatch e indicado ao Oscar. Hodges acredita que o livro e o filme podem ajudar a estimular uma nova onda de pesquisas sobre Turing. [Bonhams]

Foto: estátua e fotografia de Alan Turing (Ian Usher/Flickr)