Cientistas da Universidade de Cornell usaram um supercomputador para analisar as geotags em 35 milhões de fotos do Flickr, criando mapas de calor de fotografias ao redor do mundo. A conclusão? As pessoas gostam MESMO de tirar fotos de pontos turísticos.

O mapas nacionais e regionais, como esse aí em cima, que mostra os pontos mais fotografados em cada uma das 20 cidades mais fotografadas da Europa, são meio previsíveis, com a densidade de fotos mais alta em lugares onde a concentração populacional também é muito alta – especialmente em cidades com cenário bonito. Belezas naturais, como o Grand Canyon, criam uma marca forte no mapa, e os resultados em geral dão suporte à minha teoria que as férias da maioria das pessoas consiste em ir a um lugar famoso, tirar uma foto para provar que sim, eles realmente foram, e voltar direto pra casa.

Os resultados são muito mais interessantes em nível local. Aí em cima estão Nova York e San Francisco, que estão entre as cidades mais fotografadas do mundo. Destinos turísticos populares são proeminentemente mostrados nestes mapas, mas a densidade de fotos entre esses lugares cria uma espécie de circuito fotográfico.

Dizem que os pesquisadores estão matutando com a idéia de construir uma espécie de guia de viagens online usando a sabedoria das multidões-que-tiram-fotos. Falando de "sabedoria": a cube store da Apple em Manhattan é o quinto lugar mais fotografado em Nova York – logo à frente da Estátua da Liberdade. Veja a pesquisa inteira aqui. [Physorg]

[PB: Nenhuma cidade brasileira chegou perto de se destacar na pesquisa. O ranking das 25 cidades mais fotografadas de acordo com os dados do Flickr são, pela ordem: Nova York, Londres, San Francisco, Paris, Los Angeles, Chicago, Washington, D.C., Seattle, Roma, Amsterdã, Boston, Barcelona, San Diego, Berlim, Las Vegas, Florença, Toronto, Milão, Vancouver, Madri, Veneza, Filadélfia, Austin, Dublin e Portland.

Se o ranking fosse baseado em "fotos em frente ao espelho usando o fotolog", São Paulo e Rio seriam as cidades mais famosas do mundo, fácil.]