Bem antes de Felix Baumgartner completar sua queda livre de 37 km da borda do espaço, a Marinha dos Estados Unidos estava testando como os humanos reagem quando seus corpos são exigidos além dos limites conhecidos. Em 1948 isso significava colocar voluntários de cara, literalmente, com ventos de mais de 490 km por hora para ver como eles lidavam com isso.

Como você pode ver no vídeo, eles se sentavam em bancos de couro num túnel de vento de 2,40m no Langley Research Center. A Marinha queria, a princípio, testar as reações com velocidades acima de Mach 0,65, mas só levou até Mach 0,58 (709 km/h) por medo de causar ferimentos mais graves. Logo depois desses experimentos, os pilotos passaram a usar capacetes para proteger o pescoço e a cabeça. Felix Baumgartner deve estar feliz por esses caras passaram por isso antes dele — foi uma grande contribuição para o seu incrível salto. [Motherboard]