Carros atuais já sabem estacionar sozinhos, alertar motoristas sonolentos para os perigos da estrada, corrigir o traçado quando necessário e propor rotas para destinos específicos. Agora, vão saber também julgar se o motorista está apto para continuar dirigindo.

Os novos carros da montadora japonesa Mazda serão capazes de perceber quando o condutor passar mal durante o percurso — e vão desligar o motor automaticamente para evitar acidentes mais graves.

Segundo a empresa, a nova tecnologia já está sendo desenvolvida no Japão. O objetivo é que um sinal de alerta seja emitido, para sinalizar eventos relacionados a saúde que acontecerem durante a condução do carro. Assim, o motor do carro poderá desligar quando o motorista estiver tendo um ataque cardíaco ou um AVC, por exemplo.

A Mazda também informou que a previsão é que o recurso estreie em 2025. A proposta não será limitada a apenas carros mais caros, mas sim todos os novos modelos da marca.

Mas como funcionará?

Segundo explicação da empresa, quando um condutor tiver um problema, o carro irá parar assim que encontrar um local seguro.

Quando entrar em modo de “emergência”, automaticamente a buzina, o pisca alerta e as luzes de perigo serão ativados. Além de também ser feita uma chamada de emergência para as autoridades responsáveis.

Todos os carros da Mazda terão câmaras na parte interna. Haverá uma parceria com pesquisadores do Hospital Universitário de Tsukuba, no Japão, que vão ajudar a avaliar as imagens para ver se o condutor está tendo apenas um mal-estar ou algo mais grave — e, assim, treinar a inteligência artificial para que o veículo saiba fazer isso sozinho.

Assine a newsletter do Gizmodo

Caso consiga aplicar o recurso em sua linha de veículos, a empresa japonesa se tornará pioneira da aplicação dsse tipo de tecnologia em larga escala.