A espaçonave Juno, da NASA, acaba de trazer as imagens mais incríveis da Grande Mancha Vermelha de Júpiter — e esse é um patamar muito alto de se bater. A sonda passou o último ano retratando algumas das imagens mais impressionantes do gigante de gás. Mas a leva de hoje marca um momento histórico para o orbitador, que ficou mais próximo da Grande Mancha Vermelha do que jamais esteve na segunda-feira, 10 de julho. Embora todas as fotos da Juno sejam etereamente bonitas, esses registros da Grande Mancha Vermelha são simplesmente absurdos. Sério, como você se atreve a ser tão lindo, Júpiter?

• A lua Titã, de Saturno, pode ter o ponto de aterrissagem perfeito para espaçonaves
• NASA avança com seu ambicioso plano para desviar asteroides a caminho da Terra



Mesmo as imagens não processadas da tempestade, a primeira das quais você pode verificar no site JunoCam, são espetaculares. Aqui está uma imagem com a Grande Mancha Vermelha tão plácida que dá até para esquecer que ela se enfurece com ventos de até 643 quilômetros por hora. Ou que ela tem 16 mil quilômetros de largura.

wtdwpzmdjd5uvgpvvb5g

Imagem: NASA

A comunidade JunoCam, um grupo de cientistas cidadãos que processam essas imagens para criar arte, já se debruçou sobre as novas fotos, levando-as a outro nível. Sério, pessoal, é aqui que a magia acontece:

Alguns estão até levando sua arte um passo à frente, animando as imagens:

Mais fotos magníficas certamente virão nos próximos dias. Se você quiser dar sua contribuição na colorização dessa fera você mesmo, vai lá no site da JunoCam. Lembre-se de compartilhar suas criações com a gente nos comentários!