Este ano, falamos sobre o Misfit Shine, pequeno dispositivo que acompanha suas atividades físicas. Ele é lindo, à prova d’água e não precisa ser recarregado: a bateria – uma pastilha CR2032 comum – dura por meses e pode ser substituída. Ele tinha algumas falhas, mas por US$ 100, não era ruim.

Agora, a Misfit lança seu segundo wearable, o Flash, ainda melhor que seu antecessor – e ele custa só US$ 50.

O Misfit Flash possui tamanho e forma semelhantes ao Shine original, apesar de ser ligeiramente mais grosso. Ele também possui basicamente os mesmos recursos.

O dispositivo acompanha seu número de passos, distância percorrida, calorias queimadas e duração/qualidade de sono. Você então sincroniza os dados através de Bluetooth usando um app para iOS e Android (Windows Phone em breve), para então visualizá-los. Também é possível acompanhar seu progresso através da tela, e até mesmo ver as horas, tal como no Misfit Shine:

A bateria dura até seis meses e não precisa ser recarregada: é a mesma pastilha usada em relógios, que você troca quando acabar.

Ele ainda é à prova d’água, mas sua resistência caiu de 5 ATM para 3 ATM (30 m de profundidade). Isso normalmente significa que você não pode nadar com ele, mas a Misfit especificamente nos disse que você pode nadar com o Flash. (É melhor esperar pelos testes antes de ir para um mergulho.)

Como o Flash tem formato semelhante ao Shine, existem uma série de acessórios para ele. Se bem que, na minha experiência, o Shine se soltava da pulseira diversas vezes, por isso espero que eles tenham feito algumas melhorias aí.

Há algumas grandes diferenças, especialmente nos materiais usados. A parte externa do Shine é feita de alumínio, enquanto o Flash possui uma subestrutura de policarbonato com uma camada superior de TPU (poliuretano termoplástico). Tudo isso é plástico, e não deve dar aquele aspecto premium que vimos no Shine.

Divulgação

Há algumas melhorias significativas, no entanto. Um dos maiores problemas no Shine era que o anel de LEDs na face – para mostrar as horas, e também seu progresso rumo a metas predefinidas – era muito fraco. Sério, por duas vezes eu achei que ele tinha quebrado, mas era apenas o sol forte não deixando ver os LEDs. O Flash tem LEDs vermelhos, que a Misfit diz serem mais brilhantes.

A face do Flash é flexível, e funciona como um grande botão: aperte para ver seu progresso, as horas, e para alternar entre atividades. Como o antecessor Shine era feito de alumínio sólido, você tinha que tocar no dispositivo várias vezes para acordá-lo, e ele era muito temperamental – às vezes reagia, às vezes não. Agora que virou um botão pressionável, o Flash deve funcionar melhor – supondo que ele resista ao desgaste.

A maior vantagem, no entanto, é que o Misfit Flash custa apenas US$ 50, um preço muuuito mais convidativo para quem não tem certeza se realmente quer algo do tipo. Ainda há muitas discussões sobre a utilidade de dispositivos para monitorar sua atividade física; muitas pessoas compram um deles, usam por algumas semanas, e depois o deixam de lado.

Se existe uma chance de que você faça isso, US$ 50 é um risco muito mais razoável do que US$ 100. O preço já inclui uma pulseira esportiva e uma fivela para o Flash, que permite prendê-lo na roupa.

O Misfit Flash está disponível em pré-venda no site da fabricante, na cor preta, com um caríssimo frete de US$ 50 para o Brasil. (Pague dois, leve um!) Nos EUA, ele estará disponível no fim de setembro em lojas como Best Buy, Target, Amazon e Walmart, em até sete cores. [Misfit Wearables]