Uma equipe alemã do Lunar X-Prize anunciou seus planos para enviar duas sondas móveis para a Lua que irão inspecionar a sonda deixada pela missão Apollo 17. Finalmente alguma coisa poderá acabar com as teorias da conspiração sobre a ida do homem até lá.

• Colonizar a Lua ficou mais difícil com descoberta de que ela é bombardeada por destroços
• Desafio do Google para levar rover à Lua vira filme do diretor de Star Wars

O grupo, conhecido como PT Scientists, é um dos 16 times disputando os US$ 30 milhões em prêmios do Google Lunar X-Prize, uma competição que exige que um grupo privado consiga pousar um veículo autônomo na lua, navegar por 500 metros e transmitir fotos de alta definição para a Terra.

A equipe está trabalhando atualmente com a montadora alemã Audi para desenvolver o rover. Além disso, eles já assinaram um acordo com a Spaceflight Industries para assegurar a intermediação de uma carona em um lançamento comercial de um veículo (mas ainda não foi definida qual companhia de foguetes irá levá-los).

O primeiro time que conseguir pousar uma sonda na lua e atender os requisitos básicos irá receber o prêmio de US$ 20 milhões, enquanto a segunda equipe que atingir o objetivo receberá US$ 5 milhões. Alguns prêmios extras serão dados se conseguirem fazer mais do que o básico, como navegar por distâncias maiores, detectar água congelada e encontrar os locais marcados pelas missões Apollo.

A PT Scientists está planejando enviar suas sondas para a área em que os astronautas da Apollo 17 exploraram a Lua em 1972, do dia 11 de dezembro ao dia 14 de dezembro. Esta foi a última vez que os humanos visitaram o solo lunar. Se a missão da PT Scientists for bem sucedida, será a nossa primeira chance de conferir o estado dos equipamentos deixados pelos astronautas, especialmente da Apollo Lunar Roving Vehicle.

alinaALINA: o módulo autônomo de pouso e navegação que irá deixar as sondas na lua. Imagem: PT Scientists.

A equipe espera pousar suas sondas a cerca de 2 ou 5 km do local exato da Apollo 17, na região do vale de Taurus-Littrow. Dali, os veículos iriam ser conduzidos a menos de 200 metros da rover Apollo para inspecioná-la remotamente. De acordo com as diretrizes de preservação da NASA, os veículos da PT Scientists não podem pousar a menos de 2 km de distância e não podem chegar a menos de 200 metros do local da Apollo. É um local com uma herança preciosa e a NASA gostaria que fosse preservado.

audi-lunar-quattroImagem conceitual do Audi Lunar Quattro. A sonda será equipada com 4 correntes de transmissão elétrica com rodas, painéis solares inclináveis, baterias recarregáveis e câmeras de alta definição. Imagem: PT Scientists.

Com esse limite, as sondas devem conseguir analisar o veículo da Apollo e avaliar sua condição, incluindo possíveis danos causados por radiação intensa, temperaturas extremas e micro-meteoritos.

O Google Lunar X-Prize exige que seus competidores enviem suas sondas para a Lua em 2017, então devemos ter essas informações em breve. Depois que a sonda enviar as fotos em alta definição do Apollo Lunar Roving Vehicle, você poderá mostrá-las para seus amigos conspiradores.

Abaixo, algumas fotos tiradas pela nave espacial japonesa Kaguya:

[New Scientist]
Imagem do topo: NASA/JPL.