O Google está testando o modo escuro nos seus buscadores para PC, de acordo com o The Verge. Ele será útil para usuários do Windows 10 e macOS, que possuem temas em todo os sistemas compatíveis com o Chrome, Safari, Edge, entre outros. A novidade vai na aplicação integral desta função no mecanismo de pesquisa padrão, bem diferente do que estamos acostumados ao usar a janela anônima.

Como seria a tela de pesquisa do Google com esta opção. Captura de tela: 9to5google.

O 9to5google já testou duas vezes – ano passado e este – e na primeira ocasião, apresentou alguns bugs na sa aparência. Mesmo assim, ele se assemelha à versão móvel e funciona conforme o esperado, além de não ter um interruptor para desligá-lo. Como visto na imagem acima, o fundo se torna um cinza escuro com o logo da empresa em branco, diferente da atual versão multicolorida. Os ícones que representam os diferentes filtros (Todos, Imagens, Notícias, etc.) são azuis. O texto em preto agora é cinza, enquanto um tom que parece um roxo azulado é usado para nomes/links de página.

Apesar destes testes e de alguns comentários feitos por internautas, as informações sobre esta nova função ainda são incertas. Em nota ao The Verge, o Google afirma que tais mudanças são para “testar novas maneiras de melhorar a experiência para nossos usuários, mas ainda não existe específico para anunciar agora”.

Assine a newsletter do Gizmodo

O modo escuro vem sendo usado por muitas em celulares e diversas plataformas, como a rede social Twitter e até o WhatsApp, especialmente pelo bônus da economia de bateria em dispositivos com telas OLED e similares. Ele também pode contribuir com pessoas que sofrem de fotofobia, que causa enxaqueca por conta da sensibilidade à exposição de luzes brilhantes.

A Microsoft também entrou na brincadeira e está testando no Word, como afirma a gerente de programa da equipe. “Conforme registramos longas horas com nossas telas, torna-se cada vez mais importante reduzir o cansaço visual. Portanto, estendemos o tema Black Office para incluir também a tela do seu documento. Este tem sido um recurso muito solicitado e estamos ansiosos para que isso aconteça”.