No dia 17 de fevereiro, um controlador de tráfego aéreo deixou o seu garoto tomar conta de pelo menos cinco transmissões de jatos comerciais no JFK International, em Nova York. Isso foi uma brecha de protocolo terrivelmente perigosa, mas deve ter sido do caralho para o moleque.

Muitas questões aparecem: por que os pilotos aparentemente não se importaram? Como os controladores pensaram que seria uma boa ideia deixar isso rolar? Já houve neste planeta um Dia de Trazer Seu Filho ao Trabalho mais proveitoso?

As partes envolvidas foram suspensas e/ou mandadas para a cama sem sobremesa enquanto a FAA investiga o caso. Enquanto isso, vamos todos respirar aliviados por ninguém ter se ferido na brincadeira e rosnar raivosamente por não termos sido convidados para brincar. [CBS News]