Um par de pequenos satélites que se juntaram à missão InSight a caminho de Marte não é ouvido há mais de um mês, mas a missão experimental ainda é um sucesso importante para a NASA.

O Mars Cube One, ou MarCO, consistia em dois satélites de 13,6 kg chamados WALL-E e EVE. Os satélites relativamente econômicos foram os primeiros CubeSats a entrarem no espaço entre planetas. A missão poderia prever um futuro de naves espaciais levando mais CubeSats consigo em suas viagens no futuro.

Os CubeSats são um tipo de satélite cada vez mais comum, concebido para reduzir custos e permitir que os pesquisadores coloquem instrumentos científicos em veículos de lançamento com capacidade de sobra. Os CubeSats padrão contêm um litro de volume, cerca de 983 cm³, para a colocação de instrumentos e não podem pesar mais de 1,33 kg. No entanto, os CubeSats são escaláveis, — WALL-E e EVE cada um continha seis unidades de cubo. Mais de mil CubeSats foram lançados.

Os cientistas da NASA estavam interessados em testar se o CubeSats poderiam sobreviver ao espaço profundo como parte da missão InSight Mars Lander. Eles esperavam que os satélites chegassem até Marte e monitorassem a InSight por volta do momento da aterrissagem, servindo como retransmissores de reserva para transmitir dados de rádio para a Terra em tempo quase real. A InSight usaria o confiável Orbitador de Reconhecimento de Marte, que está no Planeta Vermelho desde 2006, para transmitir dados para nosso planeta, quer os CubeSats chegassem ou não — mas o WALL-E enviou com sucesso os dados de cada etapa da descida da InSight, assim como a primeira imagem da sonda, enquanto o EVE conseguiu fazer algumas medições de rádio.

A NASA perdeu contato com o satélite WALL-E em 29 de dezembro e com o EVE em 4 de janeiro. É possível que as antenas das sondas não estejam apontadas para a Terra corretamente ou que seus painéis solares não estejam apontados para o Sol e suas baterias tenham morrido, de acordo com o comunicado de imprensa.

Mas as missões mostraram que os CubeSats são uma opção viável para transmitir dados do espaço sideral para a Terra, e missões futuras podem trazer seu próprio retransmissor de comunicações para monitorar o pouso.

A equipe da missão InSight tentará se comunicar com os satélites MarCO no verão do hemisfério norte, entre junho e setembro, quando eles se aproximarem do Sol, segundo um comunicado. Porém, se não houver resposta, saiba que esses dois CubeSats morreram vitoriosos, tendo cumprido com sucesso sua missão.