Se você já se perguntou o que acontece quando uma cápsula espacial – trazendo um astronauta de volta à Terra – aterrissa na água, você não está sozinho. Engenheiros da NASA pensam nisso pra caramba, o que os levou a jogar o módulo Orion cheio de manequins em uma piscina gigante.

A agência espacial observa que, nos momentos mais rápidos, mesmo após a desaceleração dos paraquedas, o impacto com o mar cria “a maior desaceleração da missão e com isso, uma das maiores forças sobre o corpo humano”. Então, é melhor eles acertarem nos ajustes, pois o módulo Orion está planejado para pousar no Oceano Pacífico.

nasa-capsula

Manequins dentro da cápsula

Nos testes, os engenheiros colocam os manequins no módulo para, então, jogá-lo em uma bacia de 6 metros de profundidade, que fica no NASA Langley Research Center, para medir o impacto. “Não só podemos aprender como a estrutura reage a esses testes de impacto com a água, mas também conseguimos entender como a queda impacta os assentos e a tripulação”, explica Mark Baldwin, que lidera a equipe de danos para a Orion na empresa Lockheed Martin.

upyvp8cdndpr496u4kyz

Os manequins são cobertos com sensores que fornecem dados à equipe sobre o que acontece durante o impacto. Isso permite que eles entendam o que acontece com o corpo para, assim, assegurar que potenciais prejuízos possam ser minimizados.

capsula-piscina-2

Até o momento, a equipe já derrubou o módulo quatro vezes na piscina. No entanto, agora eles começarão uma série de novos testes que investigarão o que acontece se a cápsula entrar na água em ângulos incomuns.

[NASA]

Todas as fotos por NASA/David C. Bowman.