Ele está por trás dos melhores navegadores nos computadores e nos celulares também. Mas não é só porque uma empresa diz que usa o WebKit, engine de código aberto para renderização de páginas da web, que isso garante um ótimo navegador.

Peter-Paul Koch fez uma bateria de testes para ver como diferentes navegadores baseados no Webkit se sairiam, e testou a compatibilidade com CSS e Javascript em todos os navegadores, do Safari 4 para Mac ao Mobile Safari 3.1 ao S60V5 do Symbian, e descobriu que alguns navegadores Webkit não são de fato Webkit — principalmente no celular. Algumas surpresas: os navegadores para Android não são muito bons, e nem o do Palm Pre. E a Nokia, que usa o Webkit desde sempre, parece não conseguir fazer um bom navegador.

Aqui temos dois culpados: versões antigas do Webkit, que deixam navegadores como o S60v3 aleijados, e a necessidade por parte dos desenvolvedores de fazer um navegador que rode bem em dispositivos portáteis — em outras palavras, alguns desses navegadores perderam a capacidade de renderizar HTML, CSS e Javascript direito de propósito. O que seria bem interessante é ver o gráfico acima comparando velocidade e compatibilidade, já que é bem melhor visualizar uma página no navegador (aparentemente) ruim do Android que no terrivelmente lento Iris. A metodologia completa e a lista de testes estão em [Quirksmode via IntoMobile]