Muitos excelentes upgrades de netbooks estão a caminho — processadores Intel de próxima geração em janeiro; reprodução de vídeo HD sem soluços — mas para poupá-lo da hemorragia cerebral em tentar acompanhar as coisas, nós compilamos tudo para você. Eis o que você precisa saber.

Os netbooks com as CPUs Pineview Atom N450 da Intel de próxima geração chegam em janeiro e o chip N470, mais veloz, talvez chegue em março. Existem também outros netbooks com gráficos Ion chegando na parada, inclusive o primeiro Eee PC com Ion. A AMD ainda perambula pelo espaço de netbook também.

Os pequenos teclados dos netbooks continuarão fazendo com que você se sinta um jogador de basquete dirigindo um Mini Cooper, mas os trocinhos são tão bonitinhos e baratos que não conseguimos ficar sem eles (trata-se de uma relação de amor e ódio). E apesar do vídeo HD ser definitivamente uma realidade para os netbooks, nem todos os modelos novos lhe proporcionarão a reprodução HD limpa e suave que você tanto deseja.

Chips Intel de próxima geração

Como explicado no nosso destrinchamento da linha da Intel, os processadores "Pineview" Atom (como o N450 de núcleo único ou o possível 510 dual-core) integra a CPU, GPU e controlador de memória no mesmo chip. Os benefícios: gráficos melhores e, de acordo com a MSI, pelo menos 20% de melhoria no consumo de energia.

A MSI previamente nos deu a deixa de que os notebooks Pine Trail-M usando processadores Pineview, estavam programados para o grande lançamento na CES. O seu futuro U150, um netbook com touchscreen conversível de 10" e Windows 7, usará um destes processadores. Apesar de a Intel ainda não ter definido uma data oficial (publicamente, pelo menos), o DigiTimes relatou semana passada que a data de lançamento será 10 de janeiro. Isto significa que Asus, Acer, Lenovo e MSI, que tinham planejado lançar seus netbooks com Atom N450 agora em dezembro, agora devem lançar seus novos modelos a partir de 11 de janeiro. Conforme mencionado, nós esperamos dar uma olhada neles na CES uma semana antes.

O DigiTimes dá seguimento e diz que o chip subsequente N470 (provavelmente 1,83GHz) deve chegar em março. Isto bate com as aparentes vazadas do cronograma do Pine Trail-M que pulularam por aí. E apesar dos fabricantes de netbooks já estarem distribuindo suas máquinas com mais de 1GB de RAM, dizem por aí que a Intel de fato fará uma forcinha para que o N470 venha com 2GB de memória. Um belo upgrade em relação às limitações anteriores da Microsoft/Intel para evitar a canibalização de netbooks ultraportáteis.

Então como os netbooks com N450 lidarão com vídeo HD? De acordo com o Engadget, não sem um chip extra como o acelerador de vídeo HD Broadcom Crystal, que deve acrescentar uns 30 dólares no preço geral. Aparentemente, vídeo HD nativo ainda não está bem instalado na programação da Intel.

E os netbooks Nvidia Ion?

Estou muito interessado em saber quão próximo será o desempenho dos netbooks Pine Trail-M em relação ao Ion, e para aqueles com o chip de vídeo HD, também saber quão bem eles lidarão com vídeo de alta definição. A naturza integrada do Pine Trail-M pode dar a ele uma vantagem no preço, mas a relação preço/desempenho será suficiente?

A Nvidia também tem uma carta na manga chamada aceleração de vídeo Flash. Eles recentemente demonstraram o HP Mini 311 movido a Ion reproduzindo vídeo HD do YouTube sem gaguejar em um monitor externo. Assista à demonstração abaixo. A versão final do Flash 10.1 fará com que isto seja uma rotina diária a partir de meados do ano que vem. E você já pode experimentar a versão beta.

Semana passada tivemos a notícia de que o Asus Eee PC 1201N de 12,1", o primeiro Eee PC com gráficos Ion, finalmente já está em pré-venda na Amazon por 500 obamas (mas lá não entrega pro Brasil; no entanto, já é possível encontrar no eBay também). Ele estará disponível a partir de janeiro e veio para somar ao rol de netbooks Ion já existentes, como o HP Mini 311 (11,6"), o Lenovo IdeaPad S12 (12,1") e o Samsung N510 (11,6"). Mas eis o lance: eles todos usam os processadores Atom da classe Diamondville, que são anteriores.

A boa notícia é que a Intel de fato apontou que, apesar de ter gráfico integrado, os processadores Pineview são compatíveis com o Ion. Ainda não vimos um netbook com ambos, mas a CES está logo ali. A Nvidia comunicou que o seu chipset Ion 2 (sim, segunda geração) para os netbooks Atom chegarão até o final do ano. Aposto que veremos alguns netbooks com Ion 2 já na CES em janeiro, mas o meu palpite é que não poderemos comprar um destes no mínimo antes de março ou abril.

Um netbook com gráficos Ion e um processador Intel Pineview como o N450 parece ser uma excelente ideia, não é? Com sorte, é o que esperaremos no futuro.



Demonstração do Flash de próxima geração rodando filme 720p tranquilamente em um netbook
 

Distrações, Distrações

Só um adendo: eu não estou ignorando a AMD. Tendo entrado tarde demais na corrida pelos netbooks, sua plataforma Congo estará quase completa com os processadores da Intel de voltagem ultrabaixa. Estamos falando de notebooks com telas de 12 a 13". Eu digo quase porque a Asus está preparando uma versão baseada na AMD Congo do Eee PC de 12,1" que mencionei acima. Os gráficos ATI Radeon HD3200 da unidade processarão normalmente vídeo 1080p.

A CES será uma bela exibição de eletrônicos. ARM e VIA ainda estão tentando calçar os sapatos dos netbooks: a Asus está com um "Smartbook" Android planejado para o início do ano que vem e a Nvidia está pra apresentar o seu chip Tegra baseado em ARM. A Asus também quer ser a primeira a ter um netbook Chrome OS quando o Google finalmente completá-lo no segundo semestre de 2010. Por último, há uma pancada de eReaders e tablets touchscreen interessantes no horizonte…e nem me venha falar do Apple Tablet.

Muitos destes aparelhos poderão vir a substituir o que você achava que seria o seu próximo netbook. De uma maneira ou de outra, seja lá o que venha pela frente, você saberá tudo sobre ele aqui nos mais pornográficos detalhes. Pessoalmente, a tecnologia por trás do meu próximo netbook de 500 dólares — isso lá fora, e ainda assim não é um investimento tão pequeno — quase certamente será algo que veremos sob holofotes como os de Las Vegas. Vamos só torcer para que sejam também mais bonitos até lá.