Por mais que Christopher Nolan não se dê bem com seus filmes no streaming (vide Tenet na HBO Max), isso não impede outro serviço de querer abrigá-los. Em entrevista recente, Scott Stuber, Chefe de Filmes Globais da Netflix, contou que deseja lançar os próximos longas do diretor na plataforma.

“Se/quando ele estiver com um filme novo, podemos ser um lar para ele e faremos o necessário para fazer que isso aconteça”, disse Stuber para a Variety. “Ele é um cineasta incrível. Vou fazer tudo o que puder. Neste ramo, aprendi que você precisa ter o zero ego”.

O recente acordo da Netflix com a produtora Amblin (de Steven Spielberg) seria responsável por dar a Stuber a esperança de que ele possa atrair Christopher Nolan para lá também. Spielberg, como Nolan, é um dos maiores defensores da distribuição de filmes no cinema, mas há poucas semanas soube-se que o estúdio Amblin Partners fez um contrato com a Netflix para produção de vários filmes por ano. Spielberg estará por trás da produção nos respectivos projetos, sem a garantia de que ele poderá dirigir um destes também.

“A Netflix tem uma aversão bizarra a apoiar filmes no cinema”, disse Nolan ao IndieWire em 2017. “Eles têm essa política estúpida de que tudo seja transmitido e lançado simultaneamente, o que é obviamente um modelo insustentável para lançamentos no cinema. (…) Eles estão perdendo uma grande oportunidade.”

Quando cobrado mais tarde pela declaração, ele disse que “deveria ter sido mais educado”. “Disse aquilo que acredito, mas não fui diplomático na maneira como o expressei.” Quase quatro anos depois, ele criticou sobre a Warner Bros e a decisão de lançarem simultaneamente os filmes de 2021 nos cinemas e na HBO Max.

Assine a newsletter do Gizmodo

Nolan pode até ter chamado a HBO Max de “o pior serviço” pela arriscada escolha de lançamentos simultâneos, mas para a alegria dos brasileiros Tenet está disponível sem custo adicional aos assinantes do serviço de streaming.

[Gamesradar]