É mais evidente do que nunca que as conveniências das embalagens plásticas estão sendo superadas pelo impacto ambiental que o material causa. Os esforços de reciclagem e a minimização de plásticos descartáveis são fundamentais para reduzir a poluição plástica, por isso a Nivea está testando um novo quiosque que recarrega várias vezes as embalagens antes de serem enviadas para reciclagem.

Os esforços de reciclagem são muito importantes para reduzir o desperdício e a poluição, mas é um processo demorado e que necessita de bastante energia. É por isso que a reutilização é sempre promovida juntamente com a redução do uso e a reciclagem: por que triturar uma garrafa plástica vazia e enviá-la de volta por meio de todo o processo de fabricação quando ela pode simplesmente ser reabastecida?

A Beiersdorf, fabricante alemã de produtos de cuidados com a pele, espera que os usuários de seus produtos de banho Nivea se sintam mais encorajados a reutilizar a embalagem do produto com uma estação de recarga fácil que está sendo testada na rede de lojas de varejo drogerie markt na Alemanha.

O uso dos quiosques parece ser bastante fácil. Os consumidores levam uma garrafa de plástico Nivea vazia que é enchida pela máquina – que introduz e ensina todo o processo – e é impresso um pequeno rótulo que pode ser colado à garrafa para fazer o pagamento.

As garrafas podem ser devolvidas à loja e enchidas novamente até três vezes. Esse limite é rastreado pelos códigos de barras que são impressos a cada refil.

Após o limite ser atingido, os clientes são instruídos a entregar a garrafa para reciclagem (por razões de higiene, segundo a marca) e a levar uma nova. Como recompensa por seus esforços ecológicos, depois que uma garrafa é trocada por uma nova, o primeiro refil é gratuito.

Não há detalhes se a Beiersdorf redesenhou ou não as garrafas Nivea para torná-las mais duráveis ou mais fáceis de reabastecer, mas dado o número limitado de vezes que um refil pode ser realizado, presumivelmente são as mesmas garrafas que você já pode encontrar nas prateleiras das lojas.

Como parte do projeto piloto, a Beiersdorf também testará as garrafas entregues para reciclagem e analisará seu estado para determinar se os limites de recarga podem ser aumentados, ou reduzidos, para manter os consumidores seguros.

As embalagens são usadas durante o banho, então muitas vezes há contato com mãos sujas, por exemplo. Embora o processo de reabastecimento seja sem contato, o nível de bactérias acumuladas nas garrafas pode ser problemático após três reabastecimentos.

Se o teste da estação de recarga Nivea correr bem, ela poderia abrir as portas para inúmeros outros produtos cosméticos sendo distribuídos por meio de um sistema similar. E, futuramente, levar a máquinas que permitam aos consumidores encher o recipiente que preferirem, tirando os plásticos da equação.