Com o lançamento do Lumia 925, a Nokia continua a apostar forte em câmeras de smartphone. Apesar de ser 20% mais fino, o aparelho possui câmera PureView de 8,7 megapixels, com estabilização óptica de imagem e uma lente adicional. O software ganhou o Smart Camera: o aparelho tira dez fotos sequenciais e você as combina da melhor forma. Até mesmo novos apps para a câmera foram anunciados… mas ainda há uma ausência gritante.

Câmera esperta

A câmera PureView do Lumia 925 é a que você conhece do 920: ela tem estabilização óptica de imagem para fotos mais nítidas e vídeo que tremem bem menos; ela tem sensor retroiluminado para capturar imagens em pouca luz; além de lentes Carl Zeiss e flash LED duplo.

A novidade aqui é um elemento adicional de vidro na lente, complementando os cinco elementos já presentes. Isto ajuda no foco e na captura de imagem pelo sensor de 8,7 megapixels.

A câmera ainda ganhou um novo modo “Smart Camera”: o aparelho tira dez fotos de 5MP na sequência, e permite combiná-las ou escolher a melhor. Você tira a foto, abre o menu, toca em “Abrir em Nokia Smart Camera” e pode escolher entre as cinco opções abaixo.

Action shot: mostra um objeto em movimento à medida que ele se desloca

1200-1-images_taken_with_nokia_lumia-925_smart_camera-5

Motion focus: concentra o foco em um objeto ou pessoa, e borra o plano de fundo

1200-1-images_taken_with_nokia_lumia-925_smart_camera-3

Remove objects: cria efeitos malucos como este retirando objetos (ou pessoas indesejadas) da foto

1200-images_taken_with_nokia_lumia-925-5

Best shot: seleciona, de forma automática, a melhor foto tirada

1200-images_taken_with_nokia_lumia-925-4

Change faces: permite escolher a melhor expressão facial de cada pessoa (algo semelhante já existe nos Lumias)

E o recurso parece funcionar bem: na coletiva, a vice-presidente de Dispositivos Inteligentes da Nokia, Jo Harlow, jogou basquete no palco – e a “action shot” deu certo.

Se você tem um Lumia com Windows Phone 8, também vai receber a Smart Camera: ela virá em uma atualização de firmware chamada “Amber”, a ser distribuída no terceiro trimestre para os Lumias 920, 820, 720, 620 e 520.

Apps para a câmera

Além do Nokia Smart Camera, smartphones Lumia contam com o Cinemagraph, que cria GIFs animados; e o Panorama, que cria fotos panorâmicas. Ambos são “lentes” no app da câmera, e já existiam antes.

oogl

No lançamento do Lumia 925, a Nokia destacou outro app: o Oggl, da Hipstamatic, que estreou há menos de uma semana no iOS. Ele tem muitas semelhanças com o Instagram: assim como ele, o Oggl é uma rede social para fotos de smartphone.

O Oggl também aplica filtros nas fotos, e além de dar uma cara retrô, há um recurso que ajusta as fotos para ficarem melhores de acordo com a situação e iluminação. Por exemplo, há ajustes automáticos para fotos de paisagens, à noite – até para fotos de comida.

Você pode compartilhar suas fotos no Facebook, Pinterest, Flickr, Tumblr, Twitter… e Instagram. Sim, graças a uma parceria feita antes da compra do Instagram pelo Facebook, é possível colocar suas imagens na popular rede social sem gambiarras. No entanto, o Oggl não tem acesso ao feed do Instagram.

Usuários do Hipstamatic podem migrar facilmente para o Oggl. O Hipstamatic tem 4 milhões de usuários, contra os mais de 100 milhões no Instagram.

A ausência gritante

Instagram.

Quando a Nokia mostrou no palco o Oggl, disse que era possível compartilhar as fotos em diversas redes sociais – “sim, até mesmo o Instagram”. E o Instagram foi a ausência mais gritante do evento: a Nokia consegue oferecer uma ótima câmera, mas falta o app mais popular para compartilhá-las.

É difícil para alguns entender que o Instagram não se trata apenas de colocar filtros em fotos – ora, muitos apps fazem isto. O motivo de tantas pessoas usarem o app é participar de uma enorme comunidade com 100 milhões de usuários. As imagens dos seus amigos e de fotógrafos profissionais estão lá, prontas para receber seu like ou comentário; e você pode postar também.

No Windows Phone, há vários apps para acessar o feed do Instagram, mas eles não permitem postar fotos. E há o oposto: o Oggl, destacado hoje pela Nokia, consegue postar fotos no Instagram, mas não tem acesso ao feed. É o mesmo caso do Instagraph, que permite aplicar efeitos e postar fotos no Instagram. E ele tem limitações: sua foto entra em uma fila nos servidores do Instagraph para ser postada, portanto não é instantâneo; e só é possível enviar até cinco fotos por dia. Fora que não é possível criar uma conta no Instagram usando o Oggl ou o Instagraph – é preciso usar um iPhone ou Android para tanto.

Os usuários querem o Instagram de verdade, e querem mais apps. Vesa Jutila, chefe global de marketing na Nokia, confessa ao Engadget que “a maior reclamação é que os consumidores sentem falta dos aplicativos que eles querem”. E revela que está “abordando isso fortemente” com a ajuda da Microsoft.

Isso bate com o que o TechCrunch diz: os CEOs da Microsoft e Nokia teriam visitado o Instagram e se disposto a oferecer milhões de dólares para eles criarem um app para Windows Phone – o que ainda não aconteceu. E não esqueçamos a campanha da Nokia, que criou o app #2InstagramWithLove para implorar por uma versão do Instagram para Windows Phone.

O Windows Phone certamente tem muitos apps: em junho, sua loja cruzou a marca de 100.000 apps, e este número continuou a crescer – hoje são mais de 145.000. Dos cinquenta apps mais populares no iOS e Android, 90% estão no Windows Phone também. Mesmo assim, faltam apps que muitos usuários querem, apesar dos esforços da Microsoft e Nokia. Isto é algo que avanços no hardware e câmera não conseguem trazer: depende do Windows Phone ganhar mercado e atrair mais o interesse dos desenvolvedores.