O plano foi revelado pelo ministro das Telecomunicações, Paulo Bernardo, à Agência Estado. Será a primeira vez que a Anatel modificará as regras de interconexão. O plano durará três anos, mas segundo Bernardo, a tendência é que a tarifa de interconexão caia ainda mais nos anos seguintes, já que a Anatel terá um modelo para apurar os gastos reais das operadoras em ligações entre elas.

A Agência Estado estima que as operadoras deixarão de arrecadar R$4 bilhões no período. Mas meu coração não balança por isso: a atual tarifa de interconexão é, por exemplo, 8 vezes maior do que a praticada na França. Com sorte veremos as operadoras investindo mais em banda larga móvel de qualidade para não dependerem mais apenas das altas tarifas de telefonia para lucrar. [Agência Estado]